Notícias Adventistas

Igreja quer mais visitação como prática de pastoreio em 2017

IMG_3668

Pastores dedicaram parte do tempo do encontro para visitar adventistas nos bairros mais afastados da cidade.

Lauro de Freitas, BA …[ASN] “Não há uma maneira mais rápida de preencher o abismo entre o pregador e as pessoas do que encontrá-las em suas casas e em nossas casas. O pregador eficiente é sempre um pastor diligente. Somente se ele achar tempo toda semana para tanto visitar as pessoas como entrevistá-las, ele será capaz de estar em contato com elas enquanto prega”. A declaração do pastor John Stott, conhecido escritor e teólogo britânico, dá a dimensão precisa da relevância da visitação pastoral, base do programa “2017: Ano do Pastoreio”, que será implantado pela Igreja Adventista do Sétimo Dia nos estados da Bahia e de Sergipe. O programa foi lançado nesta terça-feira, 23 de agosto, durante o Concílio de Administradores e Departamentais que ocorre em Lauro de Freitas, BA, reunindo representantes de 204 mil adventistas dos dois estados nordestinos. O evento vai terminar na quinta-feira, dia 25 de agosto.

Unknown7

Usando trajes de pastores dos tempos bíblicos, líderes expressaram o desejo de resgatar a prática pastoral de Jesus e seus discípulos.

O momento mais impactante da ênfase na visitação ocorreu na terça-feira à tarde. Administradores e líderes deixaram o auditório onde está sendo realizado o concílio para sair às ruas de bairros periféricos como Portão, Caixa D’Água e Itinga, onde vive a maioria da população da cidade, em torno de 70 mil pessoas. Eles visitaram casas de famílias adventistas, levando uma palavra de ânimo e estimulando os fiéis para a leitura da Bíblia e da lição da Escola Sabatina. Em todos os casos, foi deixado o apelo para uma vida em fraternidade e para a promoção dos princípios doutrinários e missionários valorizados pela Igreja Adventista.

IMG_0869 2

Pastor Geovani Queiroz: “Devemos cuidar das ovelhas como Jesus cuidou”.

Uma das famílias visitadas foi a do casal Marinho e Jaíra. Durante a visita, eles agradeceram a mensagem e conversaram sobre os desafios da vida cristã, do casamento e da criação de filhos. “Eu estou muito feliz em receber essa visita; a gente não se sente só e a presença dos pastores em minha casa é uma benção para toda a minha família, disse Marinho, que é líder da igreja do bairro de Caixa D’Água. “Essas visitas aproximam o pastor do membro da igreja. É uma maneira de acompanhar e ajudar, trazendo ânimo para seguir adiante”, disse o pastor Cícero Gama, líder da Associação Ministerial da Igreja Adventista para Bahia e Sergipe, que ficou responsável pela coordenação das visitas.

A prática da visitação será valorizada no planejamento da igreja para o próximo ano. Logo na abertura do concílio, o pastor Geovani Queiroz, presidente da União Leste Brasileira, deixou essa mensagem. Com sermão sob o título “Pastoreai o rebanho de Deus que há entre vós”, ele fez um apelo para que pastores e líderes dedicassem mais atenção e cuidado aos fiéis. Lembrando a experiência de sua mãe, adventista desde criança, o pastor Queiroz falou: “Minha mãe gosta de todos os pastores, mas não esquece daquele que visitou a família em um momento de desespero. Que Deus nos ajude a cuidar das ovelhas como Jesus cuidou das ovelhas”. A declaração foi feita pouco depois da abertura do evento, quando líderes da sede administrativa da Igreja para Bahia e Sergipe foram à frente do auditório vestindo trajes de pastores dos tempos bíblicos, simbolizando o resgate da prática pastoral descrita na história de Jesus e seus discípulos.

O apelo do pastor Geovani Queiroz foi corroborado pela mensagem do pastor Tércio Marques, líder de Publicações da Igreja Adventista para a América do Sul, responsável pela mensagem devocional de terça-feira. “Pelo relacionamento constante, as ovelhas desenvolvem a habilidade de reconhecer a voz do pastor”, declarou. [Equipe ASN, Heron Santana]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox