Notícias Adventistas

Igreja no Sul do Brasil quer fortalecer comunhão com aumento de assinaturas de lições

Projeto Maná acontece no dia 20 de setembro com possibilidade de assinatura para duas pessoas.

10 de setembro de 2015

assinanteCuritiba, PR… [ASN] Com o objetivo de estimular o acompanhamento diário do guia de estudos da Escola Sabatina, a Igreja Adventista do Sétimo Dia retoma o projeto Maná, uma parceria com a editora Casa Publicadora Brasileira (CPB) que visa incentivar a assinatura anual do material. Com esta possibilidade, quem garantir a assinatura da lição no dia 20 de setembro – data oficial do projeto em 2015 – recebe os quatro exemplares do ano na comodidade da sua casa, pelo correio, a cada três meses. “No Sul do Brasil, a ideia é que com o projeto, haja uma lição para cada 1,6 fiéis, chegando a 124 mil guias de estudo adquiridos”, explica o pastor Alex Palmeira, líder de Escola Sabatina para o Sul do país. A iniciativa busca aumentar o número em relação a 2014, que era de 94 mil (uma para cada dois fiéis).

Veja também

Assista o vídeo de divulgação do Projeto Maná 2015

Além disto, em relação ao número total de lições do ano passado, apenas 48 mil foram adquiridas por assinaturas. Em 2015, a estimativa é de que 78 mil sejam compradas a partir do estímulo do mutirão de assinaturas do Maná. Além da conscientização sobre a necessidade da comunhão diária com Deus – um dos pilares da visão Cada um salvando um – o projeto deste ano possibilita a assinatura da lição para duas pessoas, a partir do Maná em dobro. “A sugestão é que a segunda assinatura seja um presente a alguém querido e necessitado do fortalecimento espiritual”, recomenda Palmeira.

Nos escritórios administrativos da Igreja e nos templos do Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, formulários de pré-assinatura têm sido distribuídos aos interessados em encontros e congressos. Eles devem ser preenchidos e entregues aos líderes de Escola Sabatina da localidade nos próximos dias.

O projeto – A iniciativa do Maná está baseada no texto bíblico de Êxodo 16:16-21, que conta a experiência do povo de Israel quando foi alimentado por Deus no deserto, dia após dia. A narrativa reforça que cada pessoa deveria pegar o que estava de acordo com suas condições e que o alimento servia apenas para o mesmo dia. Da mesma forma, o projeto enfatiza que a palavra de Deus deve ser buscada diariamente em sua devida proporção.

A tradicional lição da Escola Sabatina teve suas origens com Tiago White, que criou o material com o objetivo de dar aos filhos, um auxílio diário nos assuntos da fé e do conhecimento bíblico. Hoje, os adventistas têm a sua disposição, quatro exemplares do guia durante o ano, com lições que discutem temas bíblicos diversos. [Equipe ASN, Willian Vieira]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox