Notícias Adventistas

Concílio marca início das atividades pastorais

Durante o concílio, pastores são motivados a buscarem maior envolvimento dos líderes e membros das igrejas locais

Por Mayra Marques

Além da liderança administrativa, a AMS conta com sete pastores departamentais, 36 distritais, mais auxiliares e capelães

O Concílio Ministerial de 2018, realizado nos dias 28 a 31 janeiro, em Juiz de Fora, Minas Gerais, reuniu pastores departamentais, distritais, auxiliares e capelães da Associação Mineira Sul (AMS), sede administrativa da Igreja Adventista do Sétimo Dia para o sul e a zona da mata de Minas Gerais.

O primeiro dia do concílio foi marcado por mensagens de reflexão e motivação aos pastores, transmitidas pelo presidente da AMS, pastor Gustavo de Sá. Além disso, foram realizados batismos que marcaram os momentos finais do programa. Três rapazes da Comunidade Terapêutica Pedra Fundamental, uma clínica de reabilitação para dependentes químicos localizada em Juiz de Fora, decidiram publicamente vencer o vício pelas drogas e pelo pecado através do batismo.

Durante o concílio, os pastores se dedicaram à oração, estudo da Bíblia e discussões de temas relacionados ao desenvolvimento e avanço da Igreja no território da AMS. Os líderes de departamentos e ministérios apresentaram aos pastores distritais, auxiliares e capelães os trabalhos que direcionarão as atividades das igrejas e escolas em 2018.

Durante este ano, o foco de evangelismo na zona da mata e no sul de Minas estará voltado para o envolvimento da igreja na missão. “Entendemos que a mobilização missionária será a responsável por fazer a igreja crescer e avançar com a mensagem do evangelho, por isso estaremos todos focados nos Pilares da Esperança, que são as atividades que sustentarão a igreja e o povo de Deus através da comunhão, duplas missionárias, classes bíblicas, pequenos grupos e evangelismo público”, explica o pastor Gustavo de Sá.

Ordenação ao Ministério

Oração com imposição de mãos confirma ministério do pastor Ailton. Foto: Pablo Melo

Um dos momentos mais aguardados para o pastor que está ingressando no serviço pastoral é a Ordenação ao Ministério, quando durante uma cerimônia solene, uma oração com imposição de mãos confirma o seu chamado. Mas antes que isso ocorra, o aspirante é chamado para atuar como distrital, auxiliar ou capelão, e ele e sua família passam por um período de avaliação, para confirmação do ministério.

Na tarde de 27 de janeiro, dia antes do concílio ministerial, o pastor Ailton Santana, que atua como distrital em Bom Jardim de Minas, passou a ser ministro credenciado da Igreja Adventista do Sétimo Dia, sendo assim apto para realizar todos os serviços de um ministro ordenado.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox