Notícias Adventistas

Pequeno Grupo contribui para o batismo de telespectadora da Novo Tempo

Foi no Pequeno Grupo que Ivone tirou suas dúvidas e criou vínculos com outras pessoas.

Ivone se sentiu mais à vontade para tirar suas dúvidas no Pequeno Grupo e começou a estudar a Bíblia.

Curitiba, PR…[ASN] Foi ainda na adolescência que Ivone Rodrigues teve conhecimento da Igreja Adventista devido à um fiel que ministrou estudos bíblicos a seus pais. Na época a garota não se interessou em juntar-se a eles para estudar, apesar de ter várias dúvidas sobre a Bíblia. Mais de 20 anos se passaram, Ivone casou, mudou de cidade, e as dúvidas da adolescência ainda pairavam sobre sua mente. Pertencente à outra denominação, ela conhecia a fundo os ensinamentos passados em sua igreja, entretanto, ainda sentia necessidade de aprender, de conhecer verdadeiramente a Jesus, principalmente depois de descobrir a TV Novo Tempo há cinco anos.

Leia também:

Em seu novo endereço, Ivone perguntou à uma vizinha se ela tinha conhecimento sobre a igreja, uma vez que sua filha estudava na Escola Adventista. A moradora afirmou que era adventista, inclusive mencionou que participava de um grupo, que posteriormente Ivone soube que se referia ao Pequeno Grupo. “Meio que me convidei para ir neste grupo, porque eu não estava preparada para procurar uma Igreja Adventista, para bater de frente. Pensei em ir quietinha, tirar minhas dúvidas, sem pressão. Ela (vizinha) ficou de me avisar quando tivesse o grupo, mas nunca me convidava”, relembra a telefonista.

Por influência do Pequeno Grupo, Ivone se batizou com seu filho. Posteriormente seu marido tomou a mesma decisão.

Ao reencontrar a vizinha, a mesma lhe informou que o Pequeno Grupo havia dado uma pausa, mas convidou Ivone para acompanhá-la à igreja. Naquela mesma semana, Ivone já compareceu ao templo adventista. Aos poucos, a telefonista foi conhecendo os fiéis, sanando algumas curiosidades que tinha, até que começou a participar de um Pequeno Grupo. Foi a partir daí que as decisões na vida de Ivone começaram a tomar forma.

“Comecei a estudar a Bíblia e percebi que com o  conhecimento que eu tinha, eu poderia ajudar as pessoas também. Foi muito bom. O grupo é bem participativo. A partir daí, passei a ter uma interação melhor com as pessoas e comecei a frequentar a igreja mais assiduamente. Acabei me batizando, junto com o meu filho. Convidei meu marido depois, que também se batizou. Agora só falta a minha filha”, comemora Ivone.

Ivone se tornou membro da igreja adventista Tingui. Ali, cada unidade de ação de Escola Sabatina está integrada a um Pequeno Grupo. A ideia é que os encontros no sábado pela manhã se estendam em outros horários e executando outras atividades.

Para o líder local, pastor Eliézer Maciel da Silva, Unidades de Ação e Pequenos Grupos é uma parceria que deu mais do que certo. “Temos em nossa igreja 22 unidades de ação integradas aos Pequenos Grupos. A igreja se torna pequena e torna o trabalho muito mais efetivo, onde os membros têm oportunidade de desenvolver seus dons, multiplicar as amizades e fortalecer a fé. Tem sido uma bênção. Novos membros são acrescentados, pastoreados e integrados à comunidade de fiéis que aguardam a volta de Jesus”, comenta o pastor que ainda acrescenta que por conta dessa iniciativa 46 pessoas já foram batizadas.

Sendo uma dessas pessoas que foram incluídas na família adventista, Ivone acredita que o Pequeno Grupo não é só importante, mas também essencial para a igreja. “O Pequeno Grupo causa maior interação entre as pessoas, onde elas podem conversar mais sobre Cristo, falar mais da Bíblia e se sentem à vontade de tirar algumas dúvidas que talvez na Escola Sabatina se sintam constrangidas. Eu acredito que este relacionamento corpo a corpo que existe no Pequeno Grupo é fundamental para a igreja”, conclui Ivone. [Equipe ASN, Jéssica Guidolin]

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox