Notícias Adventistas

Nomes bíblicos são maioria entre os brasileiros, segundo pesquisa

Santarém, PA … [ASN] Um levantamento do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), divulgado nesta quarta-feira, 27 de março, revela quais são os nomes mais comuns entre os brasileiros. A pesquisa inédita aponta Maria e José como líderes do ranking.

De acordo com a pesquisa, que tem dados desde 1930, são pelo menos 11,7 milhões de ‘Maria’ e 5,7 milhões de ‘José’ no Brasil. Entre os nomes femininos, ‘Maria’ lídera o ranking em todas as décadas da pesquisa. Já entre os nomes masculinos, ‘José’ liderou o ranking até a década de 1980. Em seguida, o ‘Lucas’ foi o líder, em 1990, mas perdeu a posição para ‘João’ em 2000.

Apenas do ano 2000 em diante o nome ‘Maria’ foi dado a 1.105.524 mulheres. Já João, foi um nome dado a 787.738 homens. Dos dez primeiros nomes mais comuns nos anos 2000, oito são bíblicos (entre homens e mulheres). Confira abaixo:

Maria 1.111.301 pessoas
Ana 935.169 pessoas
Joao 794.118 pessoas
Gabriel 584.024 pessoas
Lucas 505.306 pessoas
Pedro 443.275 pessoas
Mateus 330.315 pessoas
Jose 316.568 pessoas
Gustavo 305.050 pessoas
Vitoria 284.471 pessoas

 

Marison e Ellen escolheram chamar o filho de Marcos pelo significado do nome: 'o grande orador, aquele que tem o dom da fala'.

Marison e Ellen escolheram chamar o filho de Marcos pelo significado do nome: ‘o grande orador, aquele que tem o dom da fala’.

O casal Marison Silva e Ellen Cerqueira, de Santarém, no oeste do Pará, teve um filho há 11 meses e, na escolha do nome, eles não tiveram dúvidas: deveria ser bíblico. Após analisarem os nomes e seus significados decidiram por ‘Marcos’. “Nós queríamos um nome que fizesse menção a um personagem bíblico. Escolhemos Marcos porque significa ‘o grande orador, aquele que tem o dom da fala’ e isso será uma influência positiva para o nosso filho. Quando ele estiver maior, poderemos contar as histórias do que Marcos fez para andar com Jesus”.

Para o pastor Renato Seixas, presidente da Igreja Adventista no oeste do Pará, “o Brasil é um país muito cristão e tem muitos católicos, evangélicos e protestantes. Ter os nomes bíblicos como os mais comuns mostra que os brasileiros valorizam a Bíblia e seus personagens”. Ainda segundo o pastor Renato, quando o nome é dado em homenagem a um parente ou amigo, também pode considerar-se que houve uma influência da Bíblia “e isso é bom porque cria uma massificação do nome bíblico. É bom ver que a Bíblia tem forte influência sobre a nossa cultura”.

Segundo o IBGE existem mais de 130 mil nomes diferentes no Brasil, entre os cerca de 200 milhões de habitantes. Mais dados da pesquisa estão disponíveis no site do IBGE.

IBGE disponibiliza a pesquisa por região. Na imagem acima, os 20 nomes mais comuns (masculinos e femininos) de todo o Brasil do ano 200 em diante.

IBGE disponibiliza a pesquisa por região. Na imagem acima, os 20 nomes mais comuns (masculinos e femininos) de todo o Brasil do ano 200 em diante.

[Equipe ASN, Thays Silva]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox