Notícias Adventistas

Jovem adventista se recupera depois de trágico atentado na França

Sete membros da Igreja Adventista ficaram feridos. Três deles são de uma mesma família e foram hospitalizados com lesões que não colocam em risco sua vida

 

Vladyslav Kostiuk, ucraniano, de 23 anos, estudava em Nice, França, lugar do atentado terrorista

Vladyslav Kostiuk, ucraniano, de 23 anos, estudava em Nice, França, lugar do atentado terrorista

 

Maryland, EUA … [ASN] Depois do atentado terrorista que aconteceu em 14 de julho em Nice, França, deixando 84 mortos e dezenas de feridos, deu-se a conhecer a história de um dos sobreviventes. O seu nome é Vladyslav Kostiuk, 23. O jovem adventista cursava um programa de estudos de verão em Nice.

O pai ucraniano, Oleksandr Kostiuk, disse que Deus salvou milagrosamente a vida de seu filho de quarta geração adventista. Vladyslav estava entre os milhares de pessoas que assistiam a queima de fogos de artifício quando um caminhão de carga feriu a mais de 300 pessoas.

“Estou convencido de que Deus salvou o meu filho”, disse o pai do jovem em uma entrevista publicada no site da Igreja Adventista na Ucrânia.

Leia também:

Kostiuk sofreu uma leve concussão e uma lesão na perna esquerda que exigiu uma cirurgia e levará uns seis meses para completa recuperação. O estudante foi hospitalizado depois de ter sido encontrado inconsciente entre os mortos e feridos, informou seu pai. Além disso, agregou que seu filho não se lembra do ataque.

O pai do jovem, ao ser interrogado por jornalistas se ele levava alguma cruz no pescoço ou algum tipo de amuleto, teve a oportunidade de testemunhar que era cristão. “Há pessoas que dependem de talismãs, mas nós confiamos em um Deus vivo com o qual podemos nos comunicar”, explicou.

A Divisão Intereuropeia da Igreja Adventista comunicou que um total de sete membros adventistas ficaram feridos no ataque. Três dos feridos são de uma mesma família. Eles foram hospitalizados com lesões, mas não correm risco de vida.

Um dos amigos de Vladyslav esteve entre os que perderam a vida, contou o pai. O jovem tinha planos de visitar a seus pais em agosto em sua cidade natal, Rakhny Lisovi, na região central da Ucrânia, para depois partir ao Kings College de Londres como parte de um programa de intercâmbio de outono. Todavia, os planos mudaram. Oleksandr disse que seu filho voltará para a Universidade da Califórnia (EUA), em Berkeley, para completar os seus estudos e se formar em engenharia aeroespacial.

Oleksandr Kostiuk, pai de três filhos disse: “Poderíamos levar semanas ou mesmo meses para compartilhar os milagres de Deus em resposta à nossa oração”. Assim mesmo, acrescentou que o caso de Vladyslav mostra que o amor e a proteção de Deus são mais fortes do que qualquer ataque terrorista. “Não paramos de agradecer a Deus”, concluiu. [Equipe ASN, Cárolyn Azo com informações de Andrew McChesney – Adventist Review]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox