Notícias Adventistas

Ex- tecladista de forró é batizado após encontrar livro no chão

Depois de meses, ele conheceu a responsável pela entrega do livro, que na época deixou a literatura embaixo de uma porta.

3 de fevereiro de 2015

Vitória, ES… [ASN] Era mais um dia comum na sorveteria onde Carlos da Silva Santos trabalhava, num bairro em Colatina, norte do Espírito Santo. Os funcionários e clientes transitavam normalmente, pisoteando com frequência em um pacote deixado no chão. Após dias, ele decidiu pegar e se deparou com um livro e um DVD da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

Leia também:

A Única Esperança, dizia na capa. Para ele, o título parecia curioso, mas no mínimo chamativo. Afinal, tudo o que ele queria no momento era ter um único motivo para conhecer a verdadeira paz.

O jovem era conhecido nas “noitadas” da região, pois era tecladista de uma banda de forró local. Noites mal dormidas, festas em lugares agitados e amizades nem sempre confiáveis eram constantes em sua vida. De família evangélica, ele sempre buscou uma igreja, mas nunca se sentia à vontade.

1292959_1380606745503014_349154191_o

Antes, ele tocava numa banda de forró e tinha cabelos longos

“ Eu já tinha ido em outras congregações, mas não me sentia completo. Este livro mudou minha história”, conta. E como mudou. Além de largar o forró, ele se livrou de outra paixão: os cabelos compridos. “ As pessoas sempre elogiavam e eu usava para esconder o rosto, já que sempre fui muito tímido”.

Mas, com a nova vida após o batismo na Igreja Adventista de Colatina – Centro, Carlos decidiu se livrar das madeixas e, junto com elas, de todas as lembranças de uma vida vazia.

Novo homem, antigos talentos

Vivendo em paz, como ele mesmo define seu estado atual, hoje  trabalha em um novo emprego, num supermercado do bairro. Porém, já ensaia a volta para a carreira musical, só que no grupo de música da igreja. A amiga Elisabete Ludtke, afirma que talento e vontade não faltam. “ Ele toca muito bem e canta também. Já estamos até ensaiando para cantar um dueto nos cultos”.

dentro do site

Carlos entre Crislei (rosa), que deixou o livro embaixo da porta, e Elisabete (azul), amiga e incentivadora.

Surpresa

A alegria de viver uma nova vida parecia estar completa na vida de Carlos, mas ainda faltava uma coisa. Uma dúvida rondava a cabeça: quem seria a pessoa que deixou o livro na porta do comércio em que ele trabalhava. Nossa reportagem, através de uma dedicatória deixada na literatura, encontrou Crislei Souza Damaceno e promoveu o encontro. Eles são membros da mesma igreja, mas não sabiam que suas histórias haviam se cruzado num passado recente.

Quando se viram pela primeira vez, a emoção foi recíproca. O ambiente transbordou gratidão e felicidade. “ Entreguei tantos livros e nunca pensei nisso. A gente às vezes não imagina que um fará a diferença. Estou maravilhada”, conta Crislei.

Com tantas igrejas adventistas para Carlos entrar, inclusive em seu bairro, ele visitou e foi batizado exatamente na de Crislei. Destino? Sorte? Carlos não acredita. “ Deus faz as coisas certas. Ela foi um anjo. Sou muito grato e ela e a Deus por achar este livro”, se emociona. [Equipe ASN, Ayanne Karoline]

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox