Notícias Adventistas

Clube de Desbravadores no Rio tem unidade exclusiva para Surdos

O Clube de Desbravadores tem atividades apropriadas para que a unidade dos Surdos também possa participar.

Itatiaia, RJ [ASN] A Igreja Adventista do Sétimo Dia de Belford Roxo tem um Clube de Desbravadores com uma proposta de inclusão:  envolver crianças e adolescentes com todas as suas diferenças nas diversas atividades do clube. Lucas Santos Pinheiro (14) e Kauã Duarte dos Santos (12) são Surdos e depois de frequentar o clube por cinco meses, foram batizados.

O I Encontro do Ministério Adventista dos Surdos reuniu 200 participantes de vários estados brasileiros, além de argentinos, uruguaios e chilenos.

O batismo dos desbravadores aconteceu no último final de semana em Penedo, no dia 30 de setembro, durante o I Encontro de Surdos e Intérpretes do Ministério Adventista de Surdos (MAS) na região sul do Rio de Janeiro, com a presença de 200 participantes de diversos estados brasileiros e alguns países da América Latina, como: Uruguai, Argentina e Chile.

26 de setembro – Dia Nacional do Surdo

No Brasil, o Dia Nacional do Surdo é comemorado no dia 26 de setembro e o maior Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES) da América Latina teve uma semana inteira de eventos para comemorar seus 160 anos. Em entrevista cedida à assessoria da Igreja Adventista do Sétimo Dia na região sul do Rio de Janeiro, Amanda Ribeiro, diretora do Departamento de Educação Básica do INES, comentou as maiores conquistas e desafios que ainda encontram os que têm a dificuldade com a comunicação através da Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS, que foi oficializada em 2002.

“Nosso papel é sempre promover a inclusão nos diversos setores da sociedade, seja para uma ida ao hospital, marcação de consulta médica, ocorrência na delegacia, acesso à justiça, e principalmente na área da educação, a oferta do ensino apropriado para a pessoa Surda. Certamente estes são itens que farão a diferença na vida da pessoa Surda, para que ela não se sinta em nenhum momento excluída da sociedade em que vive”, relata a diretora.

Eliane Paixão – aluna do INES que faz muita diferença!

Eliane (blusa branca) com o Clube de Desbravadores Guerreiros Celestiais.

Eliane Paixão é aluna do INES e está no 6º período de Pedagogia Bilingue. Como adventista, ela é coordenadora do Ministério Adventista de Surdos na região sul do Rio de Janeiro e também atua como líder no Clube de Desbravadores Guerreiros Celestiais. Com a ajuda dela e do Intérprete de LIBRAS e conselheiro Mateus Delmar, os desbravadores Lucas e Kauã participam do clube há cinco meses, fizeram o estudo bíblico e ao final, tomaram a decisão pelo batismo.

“A mãe do Lucas me procurou muito preocupada com o filho. Ela não estava conseguindo lidar com a fase de adolescência e as amizades que o filho estava fazendo. Foi quando percebi que poderia fazer mais e comecei a ajudar no Clube de Desbravadores da minha igreja, em Belford Roxo”, declara Eliane. O Clube que estava com pouquíssimas crianças, atualmente já passa de 20 participantes, incluindo a unidade especial para Surdos.

Entre as atividades, todas são realizadas como de outro Clube. A diferença está presente mais na ordem unida, que precisa de estratégias diferenciadas como algum tipo de vibração para que os meninos sintam e participem na cadência corretamente.

Conhecendo o MAS – Ministério Adventista dos Surdos

O MAS – Ministério Adventista dos Surdos é instituído, apoiado e liderado pela Igreja Adventista do Sétimo Dia. É um organismo diretamente ligado à Igreja, com o propósito de alcançar os Surdos em sua cultura primeiramente, e assim, apresentar a mensagem do evangelho segundo Marcos 16:15 e Apocalipse 14:6. De forma direta, é responsável pela pregação do Evangelho em Língua de Sinais aos Surdos da sociedade.

Jackeline Menon faz parte de Missão Urbana da sede da Igreja Adventista para o estado de São Paulo em todos os Ministérios especiais (surdos, cegos, motociclistas, moradores de rua e dependentes químicos) e é conselheira do pastor Edison Choque, que é líder para este Ministério na sede sul-americana da Igreja Adventista. Jackeline explica que o Ministério tem alguns objetivos: “preparar o Surdo para salvar outros Surdos, capacitar o intérprete para salvar outros intérpretes, desenvolver um ministério com capacidade para formar outros ministérios, através de práticas e processos, que promovam o desenvolvimento espiritual e moral dos Surdos e demais participantes. Além de valorizar a pregação para a Comunidade Surda utilizando a Língua de Sinais e permitindo o acesso dos Surdos à mensagem adventista. Integrar de forma saudável e recreativa, surdos, ouvintes e interessados”.

Atualmente existem 165 MAS no território sul-americano da Igreja Adventista e destes, um em cada estado brasileiro. Para localizar algum MAS, basta acessar Encontre um Ministério.

Leia também: Igreja Adventista trata inclusão para Surdos como prioridade

O I Encontro MAS

Edgar Alvarenga foi o palestrante do I Encontro MAS e é formado em Pedagogia LIBRAS e atua também como especialista na área de Educação Inclusiva no Espírito Santo. Durante o Encontro ele abordou temas sobre a inclusão e destacou a importância de eventos que treinam, capacitam e preparam novos intérpretes para o Ministério. Ele tem um canal no YouTube com alguns temas que ele produz para ajudar outros Surdos a entenderem do amor de Deus.

Aline Souza Teodoro da Silva é secretária do Ministério Adventista dos Surdos na região sul do RJ e destaca que nesse tipo de evento os surdos participam ativamente na organização. “Eles se envolvem fazendo palestras, oficinas, encenações, sendo guia de surdocego. Aqui eles atuam de fato, por que este é o Ministério deles e ficam bem mais à vontade para isso. É nesse tipo de encontro que ideias e projetos surgem e os líderes voltam para suas igrejas locais cheios de energia e ideias para realizar o trabalho”.

Durante o encontro foram realizadas oficinas, palestras e workshops sobre a Surdocegueira e Expressão Corporal para ouvintes e intérpretes; Volta de Jesus, arrebatamento secreto e dúvidas sobre a Igreja Adventista.

“Jesus nos confiou a missão de pregar a toda tribo, nação, língua e povo e com esse propósito nós organizamos na Associação Rio Sul o Ministério Adventista dos Surdos. Em alguns polos já está sendo ensinada a Língua de Sinais às pessoas e este primeiro encontro foi para treiná-las e orientá-las”, destaca o presidente da Igreja Adventista na região sul do Rio de Janeiro.

Para os organizadores, a troca de experiências e as iniciativas desenvolvidas em encontros como este são o combustível que impulsiona o aumento do número de Ministérios espalhados em toda América do Sul. “Acreditamos que eles saíram daqui contagiados a fazer mais, tanto Surdos quanto intérpretes”, diz Aline Silva.

Glady Garanda é coordenadora do MAS na Argentina e comentou que o encontro foi uma motivação enorme para ela e o trabalho que ela realiza em seu país. “Foi a primeira vez que pude participar num Congresso aqui no Rio de Janeiro. Sinto-me feliz em ter aceitado o convite de Deus para atuar neste ministério, pois é uma experiência muito rica poder estar com um grupo tão numeroso de pessoas de vários lugares do Brasil e de outros países. Sem dúvida foi uma oportunidade enorme estar aqui, além da troca de experiência para desenvolvermos novas ideias onde atuamos com o MAS”.

[Equipe ASN, Fabiana Lopes]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox