Notícias Adventistas

Chef utiliza experiência internacional, dons e talentos para servir

Graduado há 2 anos, Julio Figueredo estudou em uma das mais renomadas faculdades de gastronomia do mundo, a Le Cordon Bleu

Julio4

Atualmente Julio tem utilizado seus dons e talentos na coordenação geral do Setor de Nutrição e Alimentos do Instituto Adventista Brasil Central (IABC)

Brasília, DF… [ASN] Roasted Jerusalem Artichoke with Endive and Hazelnut, Heirloom Beets with Lynhaven “Chevrè Frais” and Olio Verde, Buckwheat Ice Cream and Honey e Prunes. Esses são nomes de algumas iguarias servidas pelo terceiro restaurante mais caro do mundo. Novidades para muitos, mas especialidades do chef de cozinha Julio Figueredo, que trabalhou no renomado Eleven Madison Park, em Nova Iorque.

Nascido na cidade de Dionísio Cerqueira, no Estado de Santa Catarina, ele sonhava desde pequeno em ser um chef de cozinha. No entanto, terminou o ensino médio e começou a cursar Direito. Estudou leis e códigos por mais de três anos, quando teve a oportunidade de estudar inglês em uma universidade adventista nos Estados Unidos. Com o apoio do irmão mais velho, Julio fez as malas e seguiu para a Southwestern Adventist University, no Texas. 

Leia também:

Pratos

Tofu Hot Chilli Sauce, um dos pratos preparados pelo chef Julio Figueredo

Por ser uma faculdade com princípios e valores cristãos, a fase de adaptação foi difícil, porém, continuou perseverante e focado nos estudos.  Mais tarde, Julio conheceu a brasileira Bruna Stoco. A nacionalidade de ambos os aproximou e se tornaram bons amigos. Hoje são noivos. “Ela era adventista, mas não ficava pregando e falando da Bíblia o tempo todo. Ela vivia fortemente o que acreditava e aos poucos o estilo de vida dela chamou minha atenção”, lembra. Os princípios e valores seguidos por Bruna foram mudando sua forma de pensar e o preconceito que tinha da religião foi deixando de lado.

Ao final do curso de inglês, ele decidiu ficar no Estados Unidos e realizar o sonho de fazer gastronomia. Escolheu Orlando como destino e estudou em uma das mais renomadas faculdades de gastronomia do mundo, a Le Cordon Bleu, na Flórida. Encontrou uma Igreja Adventista do Sétimo Dia e começou a receber estudos bíblicos. O testemunho público de sua decisão em viver uma vida mais próxima de Deus aconteceu em 24 de abril de 2015, quando foi batizado. Com a decisão, muitas coisas mudaram e muitos amigos se afastaram, segundo conta. “Foi difícil para algumas pessoas aceitarem a minha mudança, mas hoje eles conseguem ver que sou o mesmo Julio na questão de caráter, amizade e companheirismo, porém, alguém que faz de tudo para seguir os princípios de Deus e não desse mundo”, explica.

Mãos a serviço de Cristo

Julio1

Profissional já atuou em outras duas instituições adventistas nos Estados Unidos

Graduado em Ciências Gastronômicas há 2 anos, Figueredo não entendia como poderia servir a Deus utilizando seus dons e talento na área, mas ao estudar a Bíblia e buscar outros livros cristãos, logo percebeu que sua profissão era mais importante do que imaginava.

Além da experiência de trabalho no terceiro restaurante mais caro do mundo, o chef também já atuou em duas instituições adventistas, como o Florida Hospital e a Universidade Andrews. Em seu currículo ainda consta a participação na competição de gastronomia do Estado da Flórida, onde conquistou o espaço para que uma de suas receitas fosse publicada na revista mundial Le Cordon Blue.

Em seus planos não estava a volta ao Brasil, mas ele tem entendido que viver os desígnios de Deus é o “sabor” da verdadeira felicidade. “Antes de conhecer a Deus eu achava que vivia uma vida feliz, porém, só tinha momentos de alegria. Depois que me entreguei a Ele, aprendi o que é felicidade de verdade”, enfatiza. “Acordo feliz até nas segundas-feiras. Sei que Deus está comigo e tem um propósito para minha vida e espero mostrar esse Deus que me completou para milhares de outras pessoas.”

Coordenador geral do setor de Nutrição e Alimentos do Instituto Adventista Brasil Central (IABC) desde o inicio do mês de agosto, Figueredo enfatiza que servir a Deus com seus dons e talentos tem sido uma experiência que lhe traz satisfação e realização, além de um ser um “tempero” que lhe instiga à aproximar pessoas do Deus que conhece. “Tudo o que eu quero é ser usado por Deus para ser bênção na vida dos outros, da mesma forma que Ele usou várias pessoas para que pudéssemos nos aproximar”, afirma. [Equipe ASN, Aeny Layce e Ionara Wichinheski]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox