Notícias Adventistas

Pastores e suas esposas participam de Pós-Graduação em Terapia Familiar no Ceará

O curso aconteceu na capital Fortaleza e tem duração de dois anos

Pastores e suas esposas participando de uma dinâmica em grupo (Foto: Joseph Redfield)

Fortaleza – CE [ASN] Entre os dias 8 e 11 deste mês, os pastores da Associação Cearense (ACe), juntamente com suas esposas, participaram do primeiro módulo da Pós-graduação em Terapia Familiar. Promovido pela administração da Igreja Adventista do Sétimo Dia para o estado do Ceará, o evento aconteceu no auditório do Colégio Adventista de Fortaleza (CAF), tendo como objetivo capacitar as famílias pastorais para que atendam melhor os grupos familiares das igrejas.

Convidado para ministrar o curso, Dr. Joel Teixeira, terapeuta familiar, explicou que o projeto, que tem como título Famílias Funcionais, tem durabilidade de dois anos, sendo cada módulo repassado a cada seis meses. “A igreja é formada por um conjunto de pessoas que na sua maioria estão dentro do conjunto familiar. Então se nós trabalharmos as famílias, com certeza as congregações vão funcionar melhor. A congregação deve ser o lugar onde as pessoas buscam estrutura. A igreja deve ser a estrutura da sociedade”, salientou.

As palestras foram acompanhadas de exercícios e dinâmicas que apresentaram exemplos práticos dos participantes diante de conflitos pessoais e externos, a fim de que assim se busque a prevenção e resolução dos problemas. “No curso, nós temos um lema “Enquanto eu trabalho na dor do outro, eu também vou curando minha própria dor”. Então quando os alunos recebem esses conteúdos, muitas vezes refletem nas suas próprias situações. A ideia é trabalhar bem as temáticas com eles, para  que eles possam atuar bem em seus campos”, ressaltou o professor Joel.

A psicóloga Leízia Barbosa é casada há oito anos com o teólogo João Francisco. Para ela, o curso tem sido muito importante. “Antes, eu tinha uma visão diferenciada, depois da pós, comecei a entender umas coisas que a gente vive e passei a enxergar o outro de modo diferente. Isso que estamos vivenciando mostra que a igreja está disposta a investir na questão familiar”, pontuou. “Tem muitos conflitos que achamos que são normais, mas aqui aprendemos que conflitos devem ser resolvidos, pois podem gerar outros conflitos maiores. Estamos ansiosos pelo próximo módulo”, completou João.

O curso é de aconselhamento familiar sistêmico, ou seja, é uma abordagem que o pastor e sua esposa terão que utilizar quando alguém lhes procurar para o aconselhamento. Porém, a orientação não é dizer o que o sujeito tem que fazer, mas junto com ele, refletir e construir saídas para a crise que a pessoa ou a parentela se encontra. [Equipe ASN, Cida Silva]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox