Notícias Adventistas

Teólogos são autorizados a exercer função pastoral

A cerimônia oficializa todas as atribuições que o pastor deverá desempenhar: casamentos, funerais, entre outros.

Rio de Janeiro, RJ [ASN] No último sábado, 11 de novembro, a Igreja Adventista para a região sul do Rio de Janeiro, realizou uma das cerimônias mais importantes: a ordenação pastoral. Foram ordenados dois bacharéis em teologia e três pastores ordenados foram jubilados, ou aposentados.

Este momento é um dos mais aguardados para um teólogo, ao ser ordenado, quando a igreja o autoriza a exercer todos os ritos que cabe a um pastor realizar. Esta cerimônia é primordial para um pastor iniciar o seu ministério completa e amplamente, com todos os direitos, privilégios e obrigações que esta função requer.

“Para nós ter o reconhecimento da igreja nestes primeiros anos é uma grande responsabilidade. Levar outras pessoas a Cristo é também uma preparação individual para a vida eterna. Desejo continuar sendo este pastor com paixão pelas pessoas” ressalta o pastor ordenado, Giuseppe Alves.

Na cerimônia, os pastores receberam o Certificado de Ordenação, a Credencial Pastoral e uma Túnica Batismal. A programação aconteceu de forma solene e espiritual e teve a presença do líder do Ministério Lar e Família da Igreja Adventista para a América do Sul, pastor Carlos Hein. Também estiveram presentes pastores que atuam nas igrejas adventistas na região sul do Rio de Janeiro, seus administradores e líderes da Igreja Adventista para os estados de Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro.

O pastor responsável pelos pastores na região sul do Rio de Janeiro, Roberto Pareja Filho, salienta que, para ser ordenado, o bacharel em teologia passa por algumas etapas após concluir a graduação. Primeiro ele recebe um convite para trabalhar como assistente em igrejas, capelão em colégios ou onde o seu trabalho for necessário. Por um período de 4 anos ele é avaliado de perto pelo líder de pastores da sua região. No último ano ele recebe uma visita e seu nome é apresentado em comissão para que ele possa ser ordenado. Quando aprovado, ele passa por um exame, oral e escrito. Aprovado nesta segunda etapa, é feita nova votação que autoriza sua ordenação para o ministério pastoral.

“Nossa gratidão à igreja, aos pastores, aos amigos que prestigiaram a cerimônia e a tornaram o momento mais importante e emocionante da nossa história ministerial”, ressalta o pastor jubilado, Aroldo Ferreira de Andrade.

Pastores Jubilados:

Aroldo e a esposa Miriã (ao centro) e seus filhos: Carise e Aroldo Filho.

Aroldo Ferreira de Andrade: Nasceu em 12 de outubro de 1954, em Guaratinga-BA, filho de Alaides e Ananias. De origem presbiteriana, conheceu a mensagem adventista através de amigos, em Salvador-BA, onde foi batizado em maio de 1976. Deixou o curso de jornalismo da UFBA para ingressar no ENA-PE, onde formou-se em teologia, no ano de 1981. No mesmo ano, casou-se com a professora Miriã Carvalho, uma amiga de juventude, no dia 22 de fevereiro. Da união matrimonial nasceram os filhos: Carise e Aroldo Filho, casado com Aline e pai do pequeno Miguel. Atuou como pastor nos estados da Bahia, Alagoas e Rio de Janeiro, totalizando 36 anos de ministério.

 

Osiel e Cleuza (ao centro) e os filhos: Rosiane e Osimar.

Osiel Almeida Fonseca: nasceu em Campo de Brito-SE, em 8 de setembro de 1955. Filho de Angelina Quitéria da Fonseca e Vicente Marcelino da Fonseca. Foi batizado aos 12 anos na Igreja Adventista Central de Aracaju. Formou-se em teologia no UNASP, campus SP, em 1981. Casou-se com Cleuza Larossa Fonseca em 26 de fevereiro de 1981 e da união tiveram os filhos Osimar e Rosiane. Foi pastor por 36 anos nos estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro.

 

Gabriel e Rosemeri (ao centro) e os filhos: Gabriel Filho e Gabriela.

Gabriel Luiz da Cunha Lima: Nasceu em 10 de março de 1958, no Rio de Janeiro, filho de Manoel Amarante Lima e Maria José da Cunha Lima. Formou-se em teologia no ENA-PE, e casou-se no mesmo ano da formatura, 1980, com Rosemeri da Rosa Lima. O casal teve dois filhos: Gabriel Luiz da Cunha Lima Junior e Gabriela da Rosa Lima. Atuou como pastor em diferentes cidades do estado do Rio de Janeiro por 36 anos.

 

Ordenandos:

Giuseppe, Adriana e seus filhos: Ana e André.

Giuseppe Alves Borges e Silva: Nasceu na cidade de Uberaba-MG. O ano de 2003 foi especial, pois foi batizado e casou-se com Adriana Cassimiro da Silva. Da união nasceram Ana e André. Graduou-se no ano de 2013 em teologia, na Universidade Adventista Del Plata, na Argentina. Atuou como professor adjunto no SALT (Seminário Adventista Latino Americano de Teologia), na Argentina. Iniciou seu ministério pastoral em Camanducaia-MG, em 2014. Desde 2016 desempenha a função de Diretor de Publicações para Estudantes para as 3 sedes da Igreja Adventista no Rio de Janeiro: ARJ (Região Central), ARS (Região Sul) e ARF (Região Fluminense).

 

Bruno, Célia e o pequeno Arthur.

Bruno Augusto Maia: Nasceu em 11 de abril de 1981, no Rio de Janeiro. Filho de Maria da Penha Augusto Maia e Antônio Souza Maia. Cursou teologia no UNASP-EC e concluiu em 2013. Casado há 12 anos com Célia da Silva Maia, juntos tiveram o Arthur da Silva Maia, 4 anos. Iniciou seu ministério na cidade de Angra dos Reis em 2014 e atualmente cuida da Igreja Adventista no bairro de Santa Cruz, na cidade do Rio de Janeiro.

Mais fotos deste evento no Facebook Adventistas Rio Sul.

[Equipe ASN, Fabiana Lopes, fotos: Davison Alex]

 

 

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox