Notícias Adventistas

Simpósio da Escola Sabatina resgata foco missionário em Unidades de Ação

Líderes são capacitados para desenvolverem comunhão, relacionamento e missão em classes da Escola Sabatina.

Evento reuniu cerca de 500 pessoas de Curitiba e região metropolitana

Curitiba, PR… [ASN] Com o objetivo de fortalecer as Unidades de Ação da Escola Sabatina, a fim de que elas se transformem em estruturas evangelizadoras, a Sede Administrativa da Igreja Adventista do Sétimo Dia na região central do Paraná, promoveu no último sábado, 24 de junho, o Simpósio da Escola Sabatina.

Realizado no Auditório Nepomuceno de Abreu, o programa preparado para diretores, secretários e professores de Escolas Sabatinas, teve como finalidade alinhar o foco dos líderes, de maneira que eles pudessem compreender a necessidade de desenvolver a comunhão, relacionamento e missão em suas Unidades de Ação.

Pastor Edison Choque, enfatizou a importância do discipulado na Escola Sabatina

“Hoje mais do que nunca nós precisamos desenvolver esses três itens, que são catalisadores para um maior desenvolvimento da fé. Quando a Unidade de Ação cumpre esse propósito, os membros crescem e a igreja também é fortalecida através desse movimento”, enfatiza o pastor e palestrante do simpósio, Edison Choque, líder do Ministério de Escola Sabatina para a Igreja Adventista na América do Sul.

O evento que contou a participação musical do Quarteto BSQ (Brazilian Southern Quartet), reuniu cerca de 500 pessoas. Parte do programa aconteceu em formato de Classes de Escola Sabatina, e Unidades de Ação fictícias foram montadas, a fim de serem utilizadas como modelo base para os participantes, auxiliando-os a compreenderem na prática como executar ações em suas Classes de Escola Sabatina locais. Ainda pela manhã foram realizados apontamentos e  chamada, e no período da tarde foi trabalhado o envolvimento das classes em ações missionárias. Com isso os alunos das unidades fictícias saíram para distribuírem livros e revistas pela região, além de realizarem visitas missionárias em orfanatos, entre outras ações.

Quarteto BSQ (Brazilian Southern Quartet) durante apresentação no Simpósio

Vanderleia Slonski, se batizou na Igreja Adventista há cerca de três anos e atualmente auxilia na Escola Sabatina de sua igreja, para ela esses programas são extremamente importantes para seu fortalecimento espiritual. “Esses treinamentos nos auxiliam muito, pois ouvimos experiências de pastores que já têm uma bagagem, e isso nos incentiva, nos dá ânimo, é algo muito espiritual e a gente sai daqui renovado”, comenta a participante.

Durante o simpósio, de maneira bastante didática, o pastor Sidnei Mendes, líder do Ministério de Escola Sabatina para a região sul do país, trabalhou os cinco pilares que sustentam as Unidades de Ação, sendo eles; orientação espiritual, serviço, propriedade, senso de pertencimento e prestação de contas. Na ocasião ele convidou cinco participantes para representarem os cinco pilares, e um participante para representar a Escola Sabatina, e através de uma encenação ele mostrou de forma prática a importância que cada pilar tem como suporte para o bom desempenho de uma Unidade de Ação.

Para o pastor, Júlio Padilha, líder do Ministério de Escola Sabatina na região central do Paraná, os membros da igreja precisam entender que a Unidade de Ação não existe apenas para a recapitulação da lição. “A Escola Sabatina é uma estrutura para ganhar almas, cuidar dos membros, fortalecer o espírito missionário dos fiéis, além de estreitar os relacionamentos, realizar ações sociais com a comunidade e se tornar uma unidade evangelizadora”, ressalta Padilha. [Equipe ASN, Luciene Bonfim/ Fotos: LucieneBonfim]

Confira as imagens:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox