Notícias Adventistas

Outubro Rosa da Esperança inicia no AM

Mulheres desenvolverão ações sociais junto a comunidade

e3520445-2166-48b7-b57e-8489826deb1fManaus, AM… [ASN] No mês de outubro, as mulheres adventistas na região norte e centro-oeste do Amazonas participarão da campanha Outubro Rosa da Esperança.
Abaixo seguem as informações sobre o projeto e como participar.

Período: Mês de Outubro

Local: Igrejas/Distritos

Responsável: Mulher Mais – Ministério da Mulher da Associação Central Amazonas

Público-Alvo: Mulheres vítimas do câncer em tratamento e a comunidade amazonense.

AÇÕES:

DIA 08: Vigília + 

Local: Igrejas locais / Distritais

Como será?

  • Cada líder do Ministério da Mulher promoverá uma vigília de oração em prol da campanha solidária da Mulher Mais de conscientização sobre o câncer.
  • Alem disso, lançará o projeto Jessie Halliwell, que mobilizará a doação de cabelos e lenços para as vítimas em tratamento do câncer.
  • Na fanpage @adventistasamazonas ocorrerá uma campanha de oração, a cada duas horas, por motivos específicos do Outubro Rosa da Esperança.
  • Usar o Uniforme Mulher Mais neste dia (cCamisa+arganéu+lenço).
  • Ter uma Mulher Mais representando a enfermeira missionária, Jessie Halliwell, que foi a Mulher Mais pioneira no Amazonas, inspirando o projeto solidário do Outubro Rosa da Esperança. Deverá estar de roupa de Enfermagem (bata+touca) e faixa (desfile) com o nome do distrito e da Jessie Halliwell.
  • Durante a programação, apresentar um breve histórico de Jessie Halliwell, que inspirou o projeto social neste mês comemorativo dos 70 anos do Adventismo e do Outubro Rosa.( Breve Histórico: http://www.unasp-ec.com/memoriadventista/enciclopedia/8/003h_halliwell_jessie.htm)

DIA 16: Impacto +

Local: Locais públicos / praças / feiras

Como será?

  • Domingo de ações sociais em lugares estratégicos da capital amazonense para promover amor e solidariedade com a comunidade.
  • Arrecadação e corte de cabelos para perucas (a partir de 3 mechas c/ 30 cm por igreja).
  • Confecção e doação de lenços personalizados para a cabeça (10 lenços por igreja). Buscar trunfo da Mulher Mais na ACeAm (via líder MM).
  • Doadoras voluntárias preparam e entregam cartas escritas às beneficiadas do projeto Jessie Halliwell.
  • Reunir as Mulheres Mais  voluntárias em seus distintos dons para ações sociais (cabeleireiras, costureiras, psicólogas, médicas, enfermeiras e outros profissionais voluntários)
  • Doações de outros donativos essenciais às vítimas do câncer em tratamento: cobertores, kit de material de higiene pessoal, absorventes de pós operatório, fraldas geriátricas, duchas íntimas, ente outros.
  • Outras ações sociais como: “Tendas Mais Solidárias” em locais públicos e estratégicos da cidade, palestras sobre a temática do câncer preventivo e autoexame para diagnóstico precoce da doença, aferição de pressão, dinâmicas de autoestima, abraços gratuitos e outras iniciativas da Mulher Mais.
  • Usa o Uniforme Mulher Mais neste dia (camisa+arganéu+lenço).
  • Ter a representação da enfermeira Jessie Halliwell nas ações sociais.

DIA 18: Entrega das DOAÇÕES

Local: Associação Central Amazonas (ACeAm)

Como será?

  • Na terça, 18, a ACeAm receberá das distritais do MM e/ou pastor as mechas de cabelos, perucas e lenços personalizados da campanha desenvolvida pela Mulher Mais.
  • O funcionamento ocorrerá no horário comercial (8h-17h), no departamento do Ministério da Mulher (secretária ou c/ a Líder do MM, Neila Reis).

DIA 20: Entrega das doações nas Instituições de APOIO

Local: CIAM / FCECON / Rede Feminina do Combate ao Câncer / Lar das Marias

Como será?

  • Reunir equipe representativa da ACeAm e da Mulher Mais para realizar a entrega das doações à Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCECON) e instituições de amparo como Amigas do Peito (CIAM), Rede Feminina de Combate ao Câncer, Lar das Marias e parcerias especializadas em apoiar pessoas com câncer.
  • Usar o Uniforme Mulher Mais neste dia (camisa+arganéu+lenço).
  • Ter a a representação da enfermeira Jessie Halliwell no dia da entrega.

DIA 22: Celebração 70 Anos do Adventismo

Local: Anfiteatro da Ponta Negra, às 16h

Como será?

  • Neste sábado especial será comemorado os 70 Anos do Adventismo no Amazonas.
  • A grande celebração contará com o apoio da Novo Tempo, União Noroeste Brasileira e Campos (ACeAm e AAmaR) e todos os membros adventistas da região, bem como, os pioneiros dessa história de amor e esperança.
  • Para a Mulher Mais, será um marco importante em participar dessa história de amor ao próximo servindo e atendendo as comunidades em suas reais necessidades.
  • A Mulher Mais será uma representante nos dias atuais de que seu talento é seu ministério, assim como Jessie Haliwell, quando serviu por Amor na Amazônia.
  • Usar o Uniforme Mulher Mais neste dia (camisa+arganéu+lenço).
  • Ter a a representação da enfermeira Jessie Halliwell espalhado no anfiteatro.

Requisitos da Campanha:

O Ministério da Mulher da ACeAm incentiva que:

  1. Cada igreja/distrito e Mulher Mais participem desse projeto solidário p/ cumprir a missão e o Cartão de Requisitos da Mulher Mais.
  2. A partir de 3 doações de cabelos + 10 lenços (por igreja). Devem entregar o cabelo seguindo as regras específicas do projeto e medir os centímetros do corte. (individual e geral)
  3. Os lenços devem ser confeccionados pelas costureiras voluntárias (por igreja) e personalizados com o trunfo da Mulher Mais (Líder MM pegar no MM da ACeAm).
  4. No Impacto, dia 16/Out, reunir as mulheres (igreja/distrito) para realizar ações sociais como: cortar cabelos para a doação, confeccionar lenços, ministrar palestras, exames gratuitos, organizar “tendas solidarias” e outros.
  5. Cada doadora M+ deverá escrever uma cartinha de amor e esperança para as vítimas do câncer.
  6. Reunir histórias de Mulheres Mais que venceram ou lutam contra o câncer, através de contatos e relato escrito/digitado (via Líder MM). Enviar para: mulhermais.unob@gmail.com
  7. Escolher uma Mulher Mais para representar a Jessie Halliwell distrital. Vestir com a roupa branca  (enfermagem) e faixa  (desfile)  contendo o nome do Distrito e Logo M+ para: (08) da Vigília, (16) Impacto e (22) Celebração 70 anos.
  8. Até dia 18/Out (terça), entregar cabelos e lenços confeccionados do projeto solidário na ACeAm (MM), via pastor/líder MM.
  9. Dia 20/Out (quinta) será a entrega das doações às instituições do câncer do Amazonas (equipe ACeAm e líderes).
  10. Durante todas as datas do Outubro Rosa, usar o uniforme Oficial  (camisa+lenço+arganéu) da Mulher Mais.

Orientações para doar o cabelo:

Antes de tudo

É importante avisar a cabeleireira que VOCÊ deseja doar os fios, pois é necessário cortar o cabelo já com um elástico e o cabelo precisa estar limpo e seco. Pode se dirigir à equipe de voluntários da Mulher Mais (igreja/distrito local).

O comprimento

A mecha a ser doada deve ter no mínimo de 30 centímetros.

Pode ter química?

O cabelo doado pode sim ter química ou ser tingido ou grisalho.

Na hora de cortar

Amarre o cabelo com um elástico bem preso para garantir que os fios não se soltem e corte um dedo acima do elástico (2 dedos). É importante que o cabelo esteja completamente seco, já que pode mofar se estiver molhado ou úmido. Jamais deixe o cabelo ter contato com o chão.

Para enviar

As instituições recomendam colocar a mecha em um plástico fechado e higienizado antes de colocar no envelope, para evitar que caia algum fio durante o envio. Neste momento coloque a cartinha da Mulher Mais.

4-0

Jessie e seu esposo Leo Halliwell, missionários pioneiros entre a população ribeirinha no Amazonas.

Quem foi Jessie Halliwell?

Enfermeira e pioneira na Região Norte-Brasileira. Estudou enfermagem em Lincoln, Estados Unidos, formando-se no dia 1º de outubro de 1916.

No dia 3 de outubro de 1916 Jessie Rowley casou-se com o engenheiro Leo Blair Halliwell, e da união conjugal nasceram dois filhos, Jack (1918) e Marian (1922).

Em 15 de outubro de 1921, juntamente com o esposo e o filho Jack, embarcou para o Brasil, chegando ao seu destino 15 dias depois. A enfermagem era seu dom e, juntamente com o cuidado dispensado aos doentes, dedicava-lhes muita atenção e carinho, infundindo-lhes ânimo e fé em Deus, tão necessários à recuperação da saúde.

Jessie influenciou muitos jovens a entrarem para os colégios adventistas e a estudarem a fim de trabalhar na obra missionária. Quando não alcançavam o suficiente para pagar os estudos, ela os ajudava financeiramente, e, muitas vezes, recorria à sua terra natal para obter auxílio financeiro para os outros, quando ela mesma não dispunha dos meios.

06_jessie_haliwel-300x213

Jessie era enfermeira e enquanto cuidava das pessoas, falava sobre Jesus para elas.

Sua dedicação foi reconhecida pelo governo brasileiro, que a condecorou com a comenda da ordem do Cruzeiro do Sul, outorgada pelo Presidente da República com a aprovação do congresso, exclusivamente aos estrangeiros que o Governo Brasileiro considera como tendo prestado grandes benefícios ao Brasil. Jessie foi a primeira mulher a ser condecorada com essa comenda no Brasil. O casal Halliwell trabalhou em lanchas missionárias no vale do Amazonas, atendendo as populações carentes da região.

Em 4 de julho de 1931, Jessie batizou a primeira lancha Luzeiro I e nela trabalhou durante vários anos. Durante 36 anos, atuou como missionária no Brasil. Em 1958, retornou aos Estados Unidos, porém não cessou suas atividades. Faleceu em outubro de 1962, aos 58 anos de idade, e sobre a lápide de sua tumba está desenhada uma pequena lancha-missionária e abaixo lêem-se as seguintes palavras: “Ela cumpriu sua missão de amor”.

Fonte: 

Enciclopédia da Memória Adventista no Brasil.

BIBLIOGRAFIA: Revista Adventista, abril de 1963, p. 34; Ver a mesma bibliografia de Leo Halliwell.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox