Notícias Adventistas

Igreja Adventista reforça necessidade de fiéis se tornarem relevantes na comunidade

3ª aula do EMI foca a necessidade de igrejas se tornarem Comunidades de Esperança, com cristãos mais relevantes onde vivem.

11952914_874910025923505_7481849095425590722_o

Pastor Ronaldo de Oliveira destaca a importância de cada fiel tornar sua igreja uma Comunidade de Esperança. (Fotos: Mairon Hothon)

Lorena, SP… [ASN] Se tornar uma igreja relevante e que leva esperança para a comunidade é um dos princípios básicos da Igreja Adventista desde a sua fundação. A cada época, novos métodos de trabalho e encontros motivacionais visam acender nos fiéis essa necessidade, a de cada um fazer sua parte e viver um cristianismo maduro. O discurso é expandir o Reino de Deus por meio de ações locais, efetivas e contínuas.

Durante o terceiro ciclo de aulas da Escola de Missão Integral (EMI), a administração da Igreja Adventista para a região metropolitana de Guarulhos, Vale do Paraíba e Litoral Norte Paulista (APV) trouxe a temática de como ‘Ser uma Comunidade de Esperança’.

“É necessário que as pessoas entendam que a igreja não deve ser um fim em si mesmo, mas um local para celebrar, unir os irmãos e também servir de ponto de partida para atender as pessoas que estão do lado de fora. Um lugar de oportunidades, onde necessidades físicas e espirituais podem ser supridas em nome de Jesus”, defende o presidente da APV, pastor Ronaldo de Oliveira.

12015086_881949598552881_6268671225411425213_o

A cada três meses, fiéis são capacitados com técnicas de evangelismo e motivados na caminhada cristã.

Destinado aos líderes das congregações, o encontro acontece em todas as regiões da APV a cada três meses a fim de completar um ciclo de estudos em dois anos de temas importantes no dia a dia da igreja. Assuntos como como Comunhão e Adoração, qual o Perfil da Igreja e da Comunidade, Discipulado, Desenvolvimento Sustentável, Autoestima e Empreendedorismo e Comunidade de Esperança são debatidos em cada encontro.

Para esse terceiro encontro que está acontecendo desde o dia 29 de agosto e vai até 26 de setembro, os cristãos estão sendo chamados a atenção para a necessidade de ser uma igreja relevante e de portas abertas. Além disso, cada líder também alinha quais os eventos que serão desenvolvidos até o final do ano, como o Mutirão de Natal.

“Lá na igreja já estamos organizando com o pastor e com o líder dos jovens e desbravadores para fazermos uma única arrecadação de alimentos e roupas para o Natal. Assim como aconteceu ano passado, agora em dezembro a gente quer repetir a iniciativa de ‘adotar’ algumas crianças de orfanato para passar o Natal na casa das famílias e também receber presentes. Uma maneira de colocar o amor na prática”, diz a professora de Pindamonhangaba, Fernanda Paula.

11958310_881946741886500_6288627716341110441_o

Após a aula geral, cada aluno tem um treinamento específico do departamento que atua na igreja local.

Após a primeira hora geral com todos, a turma foi dividida nas salas de acordo com os departamentos que elas atuam nas igrejas locais. Nesses encontros os assuntos abordados foram o Seminário de Enriquecimento Espiritual, Batismo de Colheita, Como fazer Apelos, Marketing para o Evangelismo, O poder da oração intercessora e os Orçamentos do 2º semestre.

“Acredito que o diferencial desses encontros trimestrais seja alinhar o foco e unir a atenção dos líderes nos mesmos projetos e não em coisas diversas, a fim de termos unidade. Olhar para fora, além dos muros da igreja precisa ser o nosso Norte para todos os projetos. Quando falamos de Jesus, a primeira coisa que precisamos ter em mente é a necessidade das pessoas e só assim seremos eficazes”, ressalta o líder da área de Ministério Pessoal da igreja em Guaratinguetá, Jorge Carneiro. [Equipe ASN, Mairon Hothon]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox