Notícias Adventistas

Campori movimenta Ipatinga e mídia

Mais de 800 ônibus saíram hoje de Ipatinga, em direção às suas cidades, no Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais

13891905_1228476837176269_8099948365189956164_n

Cerca de 16 mil lotaram o estádio Ipatingão.

Ipatinga, MG…[ASN] Foi hoje, 31, o último dia de Campori para os Desbravadores da região Sudeste do Brasil. Pela manhã, os participantes puderam acompanhar o encerramento do programa, com a entrega dos troféus e a presença do Quarteto Athus. A queima de fogos, que fechou a programação, aconteceu na noite de ontem.

Durante os cinco dias de evento, realizaram provas físicas e de conhecimento, trabalhos sociais e atividades voltadas para a preservação do meio ambiente. O programa que envolveu 16 mil crianças e adolescentes chamou atenção da mídia local, gerando 47 menções na imprensa, entre matérias escritas e reportagens em vídeo. Confira aqui uma das reportagens exibidas pela Globo local e aqui uma das matérias escritas pelo Jornal Diário do Aço.

13902584_1228519773838642_8074415168833068032_n

Batismos e investiduras marcaram momentos importantes da programação

O Campori também esteve presente nas redes sociais e fez sucesso, tanto entre os desbravadores, quanto para os pais e amigos que não estavam presentes em Ipatinga.

No Instagram, foram 935 interações com as Hashtags oficiais: #CmporiUSeB e #SomosMaisQueOuro. A página do Facobook, contou com 7.486 curtidas e, ao todo, nos últimos sete dias, teve o alcance de 409.800 pessoas. Uma média de 300 visitas à página, por dia, fez com que os desbravadores participassem de promoções para ganharem brindes oferecidos pela página.

13659157_1228475067176446_2822068392410373327_nNo YouTube, o canal TV Advai transmitiu toda a programação ao vivo. Além dos 16 mil que lotaram o estádio, mais de 45 mil pessoas acompanharam a programação online, seja em tempo real ou fora dele.

O evento, que teve como título a frase “Somos Mais que Ouro”, transmitiu a ideia de que pequenas ações podem transformá-los em grandes pessoas. “Nosso objetivo era mostrar que mais importante do que uma medalha de ouro é a salvação desses meninos e meninas e que, aos olhos de Deus, as ações deles valem muito mais do que um prêmio ao final de uma competição”, explica o pastor Iavay Araújo, organizador geral do Campori.

13900352_1228608880496398_1405463308516353622_n

A desbravadora Keren Hapuque cortou seu cabelo no palco e emocionou o público.

A desbravadora Keren Hapuque, de dez anos, entendeu bem a mensagem passada e, na última noite, quis demonstrar isso na prática cortando seu cabelo para doar a uma criança com câncer. “Eu acho que nós deveríamos ser mais práticos ao invés de só falar e os desbravadores não só falam, mas praticam, porque eles saem nas ruas, entregam livros e ajudam o próximo”, explica, ao ser questionada sobre esse ato. Ela também revelou que seu maior sonho é ver Jesus voltar e ter seus coleguinhas da escola e do clube de desbravadores, juntos com ela, no céu. O ato da pequena garota emocionou o público e deixou a lição. [Equipe ASN, Jenny Vieira, com informações de Francis Matos].

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox