Notícias Adventistas

Escola Sabatina incentiva crescimento da Igreja no centro do RS

Através de ações semanais, professores e alunos trabalham para motivar mais pessoas a se envolverem em atividades de Comunhão, Relacionamento e Missão.

A Escola Sabatina visa envolver alunos de todas as idades em atividades relacionadas à comunhão, relacionamento e missão.

Centro, RS… [ASN] Festas de inverno, encontros em chácaras, reuniões esportivas, almoços comunitários, dentre outras comemorações marcaram o encerramento das atividades da Escola Sabatina do segundo trimestre de 2017. Essas festas, conhecidas como Celebrações, aconteceram em toda a região Central do Rio Grande do Sul no último final de semana, entre os dias 24 e 25 de junho e envolveram mais de 250 Escolas Sabatinas. O motivo de tanta festa é celebrar o envolvimento dos alunos dessas classes nas atividades da igreja local, incentivando assim o crescimento da Igreja Adventista do Sétimo Dia como um todo. Isso porque a Igreja compreende que fortalecer esse ministério é uma boa forma de fortalecer os alunos, que são a base da igreja.

“O maior objetivo da celebração é fazer um trabalho de alinhamento das informações dadas pelos próprios alunos em suas classes durante as semanas”, explica o pastor João Lorini, diretor da Escola Sabatina na região central do RS. Ele acrescenta que nas celebrações  é possível mensurar aquilo que deu certo,  através da troca de experiência entre professores e testemunhos dos alunos. “Nesse momento também projetamos o futuro, pois vemos aquilo que precisa melhorar fazendo um trabalho de alinhamento e sincronia para que a Escola Sabatina possa continuar crescendo”, finaliza.

Ciclos trimestrais

Através deste incentivo, professores já tem visto o resultado positivo em suas classes.

Em grande parte das escolas e universidades as aulas acontecem em ciclos semestrais. Já na Escola Sabatina, as classes de estudos acontecem aos sábados pela manhã nas Igrejas Adventistas do Sétimo Dia em todo mundo e os ciclos de estudos são trimestrais. A cada ciclo trimestral um assunto diferente é estudado e as classes são motivadas a se envolverem em atividades durante a semana. Nos sábados, professores e alunos trocam como foram suas experiências de envolvimento nessas atividades e discutem o estudo da Bíblia.

As atividades a serem realizadas durante a semana buscam trabalhar três áreas específicas, que visam o crescimento da Igreja Adventista como um todo. É dessa forma que a Igreja entende que acontece o fortalecimento de seus membros. Essas três áreas são: Comunhão, incentivo ao estudo diário da Bíblia através do guia de estudos, a Lição da Escola Sabatina; Relacionamento, incentivo ao amor ao próximo, solidariedade, ajuda humanitária; e a  Missão, que é o testemunho, falar de Jesus para outras pessoas de sua comunidade.

Além de incentivar esses três aspectos, cada professor da Escola Sabatina promove outro encontro semanal com seus alunos, além dos que já acontecem com regularidade nos sábados pela manhã. Esse encontro é para fortalecer ainda mais o relaciomento social dos alunos. “É importante destacar que as classes que realizam esse encontro durante a semana apresentam índices maiores na Comunhão, Relacionamento e Missão”, pontua o pastor Lorini.

Desenvolvimento de professores e alunos

Ministério Infantil também está envolto nas atividades e compromissado através de desafios.

É no final de cada trimestre que as celebrações de todas as classes da Escola Sabatina acontecem e nelas são comemorados os avanços de seus alunos. Nessas festas são destacados os pontos fortes de cada classe, sendo usado como um momento de treinamento para que as demais classes realizem um trabalho de sucesso durante o novo ciclo trimestral que se inicia. O pastor João Lorini ainda destaca que este é um treinamento entre iguais. “Alunos e professores da mesma igreja estão treinando uns aos outros dizendo o que fazem, como fazem e como isso fez com que a classe deles passasse a ser melhor”, afirma.

Paulo é professor de Escola Sabatina há mais de 20 anos. Mas foi em uma celebração que ele decidiu iniciar encontros semanais, aqueles que ocorrem além dos encontro habituais de sábado. Ele sente que esse é o segredo para o fortalecimento de seus alunos. “De 15 em 15 dias nos reunimos na casa de algum aluno ou algum amigo. Ali temos aqueles momentos de estudo da bíblia, louvor, oração e troca de experiências. Isso tem sido assim maravilhoso, tem nos ajudado em todos os sentidos. Notamos um crescimento enorme na vida espiritual dos alunos”, enfatiza o professor Paulo Baungartem.

A Escola Sabatina visa envolver alunos de todas as idades, a professora Juliana Amaral nota a diferença desse trabalho na vida das crianças e no seu próprio desenvolvimento. “Agora eu vejo o ministério infantil como minha missão. Estamos envolvendo bastante as crianças nos projetos, do jeitinho delas, e elas tem cumprido os desafios que a gente tem lançado. Antes elas não participavam muito, mas agora dá para notar que estão mais ativos”, argumenta Juliana. [Equipe ASN, Bianca Lorini e Andréia Silva / Fotos: Divulgação igrejas]

Confira na galeria de imagens fotos de celebrações da Escola Sabatina por toda a região central do Rio Grande do Sul.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox