Notícias Adventistas

Encontro reúne 600 esposas de pastores do Estado de São Paulo

O evento aconteceu entre os dias 5 e 7 de agosto em Águas de Lindóia-SP.

O tema, Nas Mãos do Oleiro, fez alusão a Deus como criador e reconstrutor das mulheres.

O tema, Nas Mãos do Oleiro, fez alusão a Deus como criador e reconstrutor das mulheres.

Águas de Lindóia, SP… [ASN] Entre os dias 5 e 7 de agosto, aconteceu o Concílio da Área Feminina da Associação Ministerial (AFAM) dedicado às esposas dos pastores de todo Estado de São Paulo. Cerca de 600 mulheres participaram do evento que foi organizado pela sede administrativa da Igreja Adventista no Estado de São Paulo (União Central Brasileira). Este ano, o encontro aconteceu em Águas de Lindóia-SP.

Leia também:

O tema do evento, Nas Mãos do Oleiro, teve o objetivo de mostrar às mulheres seu valor e importância para o ministério pastoral.  A exemplo disso, a enfermeira, Adriene Köhler, compartilhou sua visão com as colegas de ministério durante o evento. “Deus me escolheu para estar onde estou. Portanto, procuro ser mais que uma esposa para meu marido, sou a melhor amiga dele”, disse. Adriene, que é casada com o presidente da Igreja Adventista para a América do Sul, pastor Erton Köhler, também reconhece o valor de uma boa esposa: “Sei que somos o porto seguro para nossos maridos, sendo assim, precisamos estar sempre em comunhão com Deus.”

Programação

Além dos momentos de lazer e descanso, as mulheres tiveram uma programação diferenciada marcada por palestras sobre sexualidade no casamento, comportamento e testemunhos especiais. A cantora adventista, Cintia Alves, foi a convidada especial para cantar e também contar sua história de conversão à Igreja Adventista durante o evento. “Cada detalhe foi pensando para que elas reconhecessem o quanto são especiais”, afirma a líder da AFAM, professora Irene Lisboa.

A professora Anália Andrade, manifestou sua gratidão pelos dias de aprendizado. “O encontro foi muito especial para mim. Gostei de tudo e estou muito feliz por ter participado”, contou. Para Anália e muitas outras mulheres, este tipo de iniciativa reforça o senso de pertencimento e préstimo ao trabalho dedicado durante uma vida inteira à Igreja. [Equipe ASN, Jhenifer Costa]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox