Notícias Adventistas

Encerramento do projeto Um ano em Missão emociona jovens no Rio Grande do Sul

Lançamento da Missão Calebe 2016 e premiação dos destaques do Geração 148 Teen também fizeram parte do evento.

Momentos de oração fizeram parte do encerramento do programa.

Momentos de oração fizeram parte do encerramento do programa.

Santa Maria, RS… [ASN] Para muitos missionários que dedicam tempo e esforço se envolvendo em trabalhos humanitários e evangelísticos a maior satisfação é ver relatos de pessoas que tiveram suas vidas transformadas pelo contato com Deus e que sofreram mudanças drásticas em seu estilo de vida. Esse tem sido o sentimento de “dever cumprido” que hoje paira na mente de Thayane Renata Alves. A paranaense de Assis Chateaubriand deixou seu lar e percorreu mais de 500 quilômetros rumo ao Rio Grande do Sul em julho para, juntamente com outros oito jovens, participar do projeto Um Ano em Missão em Santa Maria, proposto pela sede da Igreja que gerencia as atividades dos adventistas no Sul do Brasil. “Foi um sentimento misto de trabalho duro e de gratidão. Esse programa missionário ficará eternamente gravado na minha mente”, afirma. Durante os últimos seis meses de 2015 – após terem sido preparados para o trabalhos -, eles percorreram ruas, visitaram moradores, promoveram cursos e atividades religiosas que impactaram a vida da população.

Como forma de reconhecimento por toda a atividade, foi realizado no sábado (12) um evento que formalizou o encerramento da primeira etapa do projeto missionário na cidade. Além dos 300 fiéis que estavam presentes, líderes dos jovens adventistas da região Sul do Brasil e especificamente de Santa Catarina prestigiaram o encontro e entregaram troféus aos nove voluntários.

A ocasião também coroou os adolescentes que se destacaram entre os desafios propostos pelo Geração 148 Teen e, ainda, foi palco do lançamento da Missão Calebe 2016, que acontece em janeiro. “A programação celebrou trabalhos diferentes, mas que têm o mesmo motivo; causar impacto positivo na vida das pessoas”, explicou o pastor Elmar Borges, líder dos jovens adventistas do Sul do Brasil.

Leia mais:

O projeto missionário de duração de 12 meses não causou impacto apenas na vida das pessoas que tiveram contato com a Bíblia. Ele também provocou transformações na vida dos próprios

Pessoas que conheceram a Bíblia por intermédio dos nove jovens foram batizadas no evento.

Pessoas que conheceram a Bíblia por intermédio dos nove jovens foram batizadas no evento.

participantes. É o que assegura o jovem Jeferson Fior Mena Barreto. O gaúcho de Passo Fundo relata que os desafios foram grandes, mas o sentimento de dever cumprido sempre esteve presente. “Deixei meus pais idosos e meu irmão em casa. Não foi nada fácil, pois eu também deixei muita coisa para trás. No entanto, aqui em Santa Maria eu entendi o real sentido da vida que é fazer a vontade de Deus e servi-lo. Esse projeto me despertou profundamente o desejo de querer viver pregando o evangelho”, garante.

Já Thayane chama atenção pela experiência adquirida ao participar do programa. “Tivemos adversidade e coisas muito boas, ao mesmo tempo. Em alguns momentos, eu pensei que não ia dar certo. No entanto, Deus sempre esteve nos auxiliando e mostrando que tudo era possível. Além disso, ainda pudemos contar com o apoio e o envolvimento dos jovens adventistas daqui”, cita. O público atendido pelos nove era o mais variado. No entanto, eles focaram na população que estava em situação de desamparo espiritual. “Lidamos com pessoas viciadas em drogas, pessoas com problemas com alcoolismo, entre outros. Foi muito nítida a presença de Deus nesse contato com elas, pois através da ajuda dEle, vidas foram sendo, pouco a pouco transformadas”, acredita a moça.

Apesar do projeto ter se encerrado em Santa Maria, o trabalho dos nove jovens não terminou. Eles continuarão atuando nos próximos seis meses nas mesmas frentes missionárias, no entanto, em suas próprias cidades. “O Um ano em Missão é dividido em duas partes. No primeiro semestre eles atuam na cidade escolhida. No segundo eles realizarão o mesmo trabalho nas cidades de origem para toda experiência adquirida em Santa Maria possa ser colocada em prática também em outros territórios”, pontua o pastor Elmar Borges. [Equipe ASN, Douglas Pessoa]

Veja mais imagens da programação no nosso Facebook

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox