Notícias Adventistas

Projeto Seven traz novas oportunidades para moradores de Boituva

Igreja Adventista realiza mais um projeto social na cidade com expectativas de ganhos financeiros e realização pessoal.

 

O curso de Metrologia e Desenho Técnico formou 64 alunos com duas turmas

Boituva, SP…. [ASN] Por mais que a situação financeira do Brasil esteja em crise, apresentando altos índices de desemprego, muitas pessoas buscam alternativas por meio do trabalho informal. Um grupo de voluntários da Igreja Adventista de Boituva, criaram o  Projeto Seven (Serviço Voluntário de Ensino) com a intenção de oferecer cursos profissionalizante gratuitos para moradores e pessoas que estão desempregadas.

Segundo o idealizador do projeto social, Luís Augusto da Silva, ação semelhante já acontece em Iperó e, no final de agosto chegou em Boituva. Os cursos oferecidos foram Metrologia e Desenho Técnico, Informática, Violão e Panificação. A formatura da primeira turma aconteceu no dia 26, com 95 alunos na igreja local. Estima-se que o custo de um curso desses variam entre R$ 1.500,00 a R$ 2.000,00.

pastor Halama(esquerda) e pastor Péricles, orador da 1ª turma de formandos

“A ideia é fazer com que a nossa igreja se aproxime mais da comunidade com os cursos grátis. Assim estamos tirando as pessoas da depressão, resgatando a sua autoestima, a inclusão social e novas oportunidades de trabalho”, disse Silva, que foi um dos professores voluntários do projeto Seven.

O pastor, João Ricardo Halama, distrital de Boituva, disse que o Seven está de acordo com a visão missionária da igreja de cada pessoa usar seus talentos para o ministério. “Nesta primeira etapa do programa tivemos o envolvimento de muitos voluntários em diversas áreas; eles fizeram toda a diferença”. Ainda Halama ressaltou que a intenção foi de conquistar a confiança das pessoas, suprindo as suas necessidades. “O resultado já são vinte pessoas que irão participar da classe bíblica no próximo domingo.”

Alunos da Panificação. Os cursos acontecem na igreja de Boituva

Tame Theodoro de Souza foi uma das voluntárias. Ela revelou que a experiência foi uma bênção e que trouxe um crescimento espiritual. “Eu senti que Deus estava me chamando para ajudar alguém e sair da minha zona de conforto. Fico muito feliz de ter participado dessa mobilização missionária, afinal, estamos juntos abraçando uma obra nobre.

A formatura foi um momento especial para os alunos, que agora têm a oportunidade de usar o seu novo conhecimento para gerar um ganho financeiro ou a realização pessoal. São muitos os sentimentos de gratidão e esperança de um futuro melhor para os formando.

Para Gabriel Jesus Matos, que se formou no curso de Metrologia e Desenho, o programa o tirou de um início de depressão. Ele estava muito desanimado pois perdeu uma irmã há 2 anos. “Ao começar as aulas fez amizade com muitas pessoas e senti o amor e o carinho dos professores e voluntários. Foi uma experiência marcante, pois me deu um ânimo e novo rumo na minha vida”. [Eber Pola, equipe ASN – fotos: Aline Cardoso de Lima Silva]

Click e veja a galeria de fotos do projeto

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox