Notícias Adventistas

Ações sociais marcam sábado do Campori em Minas Gerais

Durante o evento, dois mil desbravadores participaram do reflorestamento às margens do ribeirão Ipanema e promoveram feiras de saúde

DSC_0576Ipatinga, MG… [ASN] Um dia de solidariedade em Ipatinga, marcou o sábado, 30/07, no Campori de Desbravadores. O culto foi bem cedo para que todos pudessem sair às 9 horas para vários pontos da cidade. O motivo era presentear a comunidade que recebeu tão bem a todos.

O bairro Canaã foi surpreendido por seis mil desbravadores realizando um desfile cívico pela principal avenida do bairro. “Gente, o bairro Canaã amanheceu lindo, invadido por desbravadores. Que trabalho bonito!”, postou em sua rede social a moradora Geisa Lopes.

Leia também:

Nas quatro feiras promovidas pelo Campori, com o apoio de profissionais de saúde, cerca de cinco mil pessoas foram atendidas, fazendo testes físicos e aprendendo a manter hábitos saudáveis. “Eu vi na TV a divulgação do que estava sendo feito e resolvi vir conferir como está minha saúde”, explicou Adriel Souza Silva.

IMG_4113O estoquista Marcos Gonçalves Viana esteve na feira realizada no Parque Ipanema, acompanhado do filho. Assim como todos os que foram atendidos, ele ganhou um livro Esperança Viva. “Estou impressionado com esse movimento”, elogiou antes de perguntar se o filho poderia ser um desbravador. Como ele ainda é pequeno, foi orientado a procurar um clube de aventureiros na cidade.

Foram dois mil desbravadores, vindos do sul do Rio de Janeiro, que participaram do reflorestamento às margens do ribeirão Ipanema.  Juntos, plantaram mais de mil mudas de árvores, de 15 espécies diferentes. O objetivo é recuperar a mata nativa.

“O que a gente está fazendo aqui hoje tem tudo a ver com o que aprendemos como desbravadores. Serve pra gente conscientizar as pessoas de que a natureza deve ser cuidada”, conta Moacir Mendes Correa, após terminar de colocar uma das mudas na terra, junto com outros colegas do Clube Arco Íris.

Rafael Castro, responsável por instruir os adolescentes na hora do plantio, afirma que a cidade tem muito a ganhar com a ação. “As árvores, além de melhorar a qualidade do ar absorvendo o gás carbônico, evitam a degradação do solo e a perda da biodiversidade”, explica. Em áreas urbanas as árvores auxiliam também nas formações de corredores onde irão conduzir a corrente de ar dando assim uma diminuição na temperatura do local.

Acompanhe mais fotos e a transmissão na página no Facebook. [Equipe ASN Francis Matos e Jenny Vieira]

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox