Notícias Adventistas

Liderança da Igreja Adventista discute Discipulado

A Divisão Sul Americana, sede da Igreja Adventista em toda a América do Sul, tem se preocupado cada vez mais em desenvolver em cada membro, individualmente, o desejo de aperfeiçoar o seu discipulado.

São Paulo, SP [ASN] Nos tempos bíblicos, enquanto Jesus desenvolvia Seu ministério por onde passava, ele era acompanhado por discípulos. Esses homens, especialmente escolhidos por Ele, tinham temperamentos e culturas diferentes. Mesmo assim, estavam ali para aprender com seu mestre, e auxiliá-lo no trabalho, multiplicando as ações que o próprio Jesus fazia. Após a morte de Jesus, e a ascensão dEle aos céus, foram denominados cristão aqueles que O aceitaram como seu Deus, e estavam dispostos a continuar o trabalho iniciado por Eles, o de auxiliar a quem necessita, sempre com amor.

Nós, os cristão, hoje também somo considerados discípulos de Cristo. Somos os responsáveis por continuar a obra e mensagem deixada por Ele. Tenho como meio principal para isso, o auxílio ao próximo. Levar a mensagem não apenas através de palavras, mas principalmente por ações. E o desenvolvimento dessa característica em cada pessoa se chama discipulado.

A Divisão Sul Americana, sede da Igreja Adventista em toda a América do Sul, tem se preocupado cada vez mais em desenvolver em cada membro, individualmente, o desejo de aperfeiçoar o seu discipulado. Por isso, passou a visitar iniciativas diferenciadas relacionadas ao discipulado. Em São Paulo, o pastor Helder Róger, vice – presidente da Divisão Sul Americana, visitou a sede da Igreja para a região central de São Paulo, a Associação Paulistana. E com os líderes da instituição e alguns pastores, conheceu um pouco mais dos novos ministérios. Sub-divisões que acontecem dentro da igreja local, e que reúne pessoas dispostas a agir em benefício da igreja e da comunidade me determinadas áreas, com saúde, mulher, jovens e crianças.

Segundo o pastor Sidionil Biazzi, presidente da Associação Paulista, conta que na maneira tradicional, parte da igreja se envolve no trabalho externo, já quando ela se divide em comunidade, esse número de envolvidos pode ser até cinco vezes maior. É o que acontece na IASD Nova Semente, onde vários novos ministérios foram criados, como por exemplo o “Viva Melhor”. Uma união do Ministério da Mulher e de Saúde, para desenvolver projetos relacionados a qualidade de vida da comunidade.

Segundo o pastor Felipe Tonasso da Nova Semente, uma igreja que desenvolve junta o discipulado é uma igreja que cresce, adora e é benção para o mundo.

E como resume o pastor Ismael Forti, líder do ministério responsável por desenvolver o discipulado em cada membro, a frase que marca todo esse processo é “Gente cuidando de gente”. [Equipe ASN, Lóren Vidal]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox