Notícias Adventistas

Usain Bolt tem relação próxima com a Igreja Adventista

Fé adventista fez parte da infância do atleta jamaicano, considerado o homem mais rápido do mundo

Bolt com a medalha de ouro recém conquistada nos jogos do Rio onde ele ainda compete até o final de semana.

Bolt com a medalha de ouro recém conquistada nos jogos do Rio onde ele ainda compete até o final de semana.

Rio de Janeiro, RJ … [ASN] Pessoas próximas garantem que o velocista Usain Bolt, ganhador da medalha de ouro na prova de 100 metros rasos nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, sempre viaja com sua Bíblia. E que, embora não seja membro, sempre que possível menciona sua ligação com a Igreja Adventista do Sétimo Dia.

Leia também:

O pastor Richard Daly, capelão adventista voluntário das Olimpíadas do Rio de Janeiro, conversou com a Agência Adventista Sul-Americana de Notícias (ASN) e revelou algumas informações sobre um dos desportistas mais famosos do mundo na atualidade. Daly conversou com Ray Hougton, que costuma treinar com o atleta jamaicano, e esse afirmou que Bolt, na sua infância, costumava frequentar a Igreja Adventista de Sherwood Content, localizada em Trelawny, na Jamaica. “Foi nessa igreja que sua fé em Deus foi formada e seu entendimento de quem o Senhor era. Esse fundamento nunca deixou Bolt e, embora ele não tenha se tornado um membro, respeita os ensinos e valores da Igreja”, comentou Hougton em conversa com o pastor Daly. A reportagem apurou que, ainda que tenha sido criado nos valores da Igreja Adventista, o atleta não é atualmente membro da denominação e as pessoas que o conhecem não afirmam que ele pratica os ensinamentos defendidos pelos adventistas.

Pastor Daily (à esquerda) e Bolt ao fundo durante encontro na Vila Olímpica.

Pastor Daily (à esquerda) e Bolt ao fundo durante encontro na Vila Olímpica.

A mãe do velocista, Jennifer, é membro regular adventista e chega, em muitos momentos, a acompanhar o filho em suas corridas pelo mundo. “Ela é uma pessoa reservada que, embora seja orgulhosa do filho, não se gloria na sua fama”, disse o companheiro de treino de Usain Bolt. De acordo com o próprio atleta, em sites da Jamaica, ele lembra na infância do cuidado da mãe com a alimentação, evitando, por exemplo, consumo de carne de porco conforme creem os adventistas com base em textos bíblicos como Levítico 11.

Segundo uma reportagem do jornal inglês The Guardian, a mãe de Bolt é mencionada como adventista do sétimo dia e uma pessoa gentil e perdoadora. O ambiente na casa do atleta, segundo essa reportagem, era de um lugar onde sempre se falava muito em respeito. Do pai, inclusive, conforme o jornal, as lembranças são mais relacionadas à disciplina.

Adventismo na Jamaica

A Igreja Adventista do Sétimo Dia tem alguns representantes em posições importantes da sociedade. É o caso do sexto governador geral da Jamaica, o adventista Patrick Linton Allen. Ele é o primeiro membro da Igreja a ocupar uma função dessa magnitude em sua terra natal. Outro bastante conhecido é Floyd Morris, adventista do sétimo dia, que se tornou a primeira pessoa com deficiência visual a ser nomeada como presidente do Senado do país, a câmara alta do Parlamento.

Segundo registros oficiais da Associação Geral da Igreja Adventista, na Jamaica existem 686 congregações onde se reúnem mais de 280 mil membros. O país tem mais de 2 milhões e 700 mil habitantes. [Equipe ASN, Felipe Lemos]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox