Notícias Adventistas

Iniciativa de criança de 12 anos muda realidade de igreja na Baixada Fluminense

A igreja adventista de Sarapuí viu sua realidade mudar com o trabalho da pequena Gabriela.

Gabriela levou mais de 30 crianças para a igreja do seu bairro.

Duque de Caxias, RJ… [ASN] Quem chega pela primeira vez na pequena Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD) do bairro Sarapuí, em Duque de Caxias, durante as manhãs de sábado, se depara com uma cena diferente do comum: o número de crianças que supera a quantidade de adultos frequentadores dos cultos. Inclusive,  elas se envolvem diretamente com a programação, participam de encenações inspiradas nas histórias bíblicas e se emocionam ao rechear a programação com músicas cristãs. Um verdadeiro festival de talentos infantis.

Mas nem sempre foi assim. As atividades que agora envolvem dezenas de crianças do bairro começaram após a chegada da família de Delmo Rodrigues dos Santos na congregação. Eles, que vieram de uma das maiores igrejas da cidade, decidiram adotar a igrejinha do bairro com o intuito de contribuir, de alguma forma, para o desenvolvimento da mesma. “Nós havíamos frequentado a igreja anterior por 28 anos. Quando chegamos em Sarapuí encontramos uma congregação bem simples, pequena e que precisava de um plano de evangelismo e crescimento. Foi então que, após meses de conversa, eu e minha família decidimos elaborar um plano para mudar essa realidade”, explica o fiel.

Mas o maior problema era como dar início a esse plano. “Eu me questionava com Deus pensando: ‘Senhor, eu não tenho nada para dar início à um projeto’. Mas então eu sentia Deus me direcionando a usar o que eu tivesse. Foi então que eu lembrei da minha filha Gabi”, conta. Ele fez uma proposta para Gabriela Souza dos Santos, que tinha 10 anos de idade na época, para criar uma maneira de começar a mudança atraindo crianças para a igreja. Assim, pai e filha decidiram criar uma série de estudos da bíblia através dos filmes bíblicos da série “Amigos e Heróis”.  O trabalho começou com a confecção de um convite diferente. “O convite era simples e feito numa folha de papel A4. Nele nós chamávamos as crianças para um festa na igreja com o tema da série”, relata Gabriela, que hoje está com 12 anos.

Delmo Rodrigues dos Santos criou o projeto liderado pela filha.

E foi com um convite para uma “festa” que pai e filha reuniram mais de 50 crianças na igreja. “Nós sempre iniciávamos as reuniões fazendo brincadeiras com eles e oferecendo um lanche. Em seguida, eu mesma estudava a Bíblia com as crianças e passava os filmes bíblicos, que deram origem ao nome do projeto, inclusive”, contextualiza Gabriela. Com o tempo ela mesma passou a preparar perguntas para as crianças sobre os episódios da série e trechos da Bíblia que ela também lia para eles. Assim, Gabriela assumiu o projeto e foi responsável por levar mais de 30 crianças para os cultos da igreja de Sarapuí.

O trabalho também trouxe crescimento espiritual para a própria Gabriela. Ela conta que antes de se dedicar ao projeto era uma pessoa não tão participativa na igreja e que o mesmo a fez com que desenvolvesse talentos que ela mesmo desconhecia. “Eu passei a cantar e até subir na plataforma da igreja e pregar. Também comecei a me dedicar mais na música da igreja e formei um coral com as crianças. Isso tudo tem me trazido uma sensação de felicidade que não consigo descrever”, confessa.  Opinião também compartilhada pelo pai. Segundo ele, o envolvimento de Gabriela com a igreja mudou completamente. “Juntamente com outras amigas, a Gabi passou a se envolver muito mais. Eu tive a ideia e ela praticamente assumiu o trabalho. Estamos vendo os resultados através das pessoas que já tomaram a decisão pelo batismo”, afirma com confiança.

Hoje Gabriela tem 12 anos e continua ativamente envolvida neste trabalho na igreja de Sarapuí. O empenho desta garota tem mostrado que qualquer pessoa pode dedicar seu tempo e seus talentos para levar o cristianismo para crianças, jovens e adultos. Segundo ela, e um trabalho que traz felicidade e satisfação para quem se permite envolver. “É uma verdadeira experiência espiritual”, descreve. [Equipe ASN, Douglas Pessoa]

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox