Notícias Adventistas

Geração 148 é oficialmente lançado no DF e entorno

A meta é que cada igreja da região tenha uma base do G148

Líderes discutiram novas formas de motivar os jovens de suas igrejas [Foto: André Azevedo]

Brasília, DF … [ASN] Neste fim de semana, 12 e 13 de maio, mais de 200 líderes do Ministério Jovem estiveram presentes no lançamento do Geração 148 que aconteceu na Convenção Jovem, um treinamento realizado no Centro Adventista de Treinamento e Recreação (Catre), em Samambaia, DF.

Mais de 200 líderes estiveram na Convenção Jovem [Foto: André Azevedo]

 O Geração 148 incentiva os jovens a viverem completamente comprometidos com Deus, seus participantes buscam desenvolver amizades na comunidade. Por esse motivo, envolvem-se pessoalmente na salvação e discipulado de um novo amigo.  Uma das metas traçadas na última Assembleia Quadrienal é que cada igreja do DF e entorno tenha a sua base do G148. O pastor Hassani Nascimento, diretor de Jovens para o Planalto Central, explica que já haviam algumas na região, porém ainda não era um projeto lançado oficialmente para todo o DF e entorno. “A gente usa a base de uma Escola Sabatina revigorada, reformulada tanto na parte de estrutura física quanto na parte de programa, a gente quer ver todos esses jovens envolvidos em Pequenos Grupos, e, pelo menos duas vezes por mês, envolvidos em missões e ministérios”, explica.

A ideia é envolver os jovens em pequenas comunidades de amor [Foto: André Azevedo]

Essa mudança agradou o líder jovem Rafael Ribeiro, de Planaltina, DF, que considera o Geração 148 uma iniciativa revolucionária. “Os jovens irão se relacionar com Cristo de maneira intensa! O G148 é um estilo de vida, isso atrai o jovem a testemunhar esse estilo evangelizando e discipulando seus amigos”, afirma. Moara Silva é professora na Classe Jovem da Igreja Central de Brasília e conta que o projeto já existia em sua igreja, porém de forma menos abrangente. “Aprendemos na convenção que o Geração não é um programa ou um evento, é um movimento. Já começamos a nossa reformulação lá na igreja. Vamos tentar fazer essa migração de evento para movimento, começando a mudança em nós mesmos da liderança”, conta.

Encerramento no alto de um morro marcou a programação

A líder Flávia Távora, da Igreja Central de Brasília, diz que já participou de várias capacitações como a Convenção, porém sempre há algo novo para aprender. “As trocas de experiências e conhecimento da realidade dos outros líderes trazem reflexão, ânimo e inspiração. É um momento de aprendizagem, mas também de buscar soluções práticas para os desafios que enfrentamos diante de cada igreja e juventude. Um momento especial para mim foi o encerramento onde, do alto de um morro e ao redor de uma fogueira,  tínhamos a vista de Brasília e cidades satélites, e lá pudemos orar pelo nosso ministério, por nossas igrejas e por nossas comunidades”, recorda a líder que parou para refletir sobre como tem atuado em seu ministério. “Muitas vezes agimos no Ctrl C + Ctrl V, sem racionalizar o que estamos fazendo e tornando aquilo cada vez mais sem sentido e desinteressante para os jovens. É necessário questionar padrões para adequar a nossa realidade, contexto e linguagem. O G148 traz a proposta da igreja de uma maneira descomplicada, prática e jovem”, diz.

Estimular a comunhão, o relacionamento e a missão nas  novas gerações é o foco principal. “Essa nova visão de Ministério Jovem os ajuda a saírem da ideia de que esse departamento é só realizar um monte de programações e eventos, para que eles possam realmente se envolver mais com o que o Senhor espera deles, que é ser discípulo de Jesus”, conclui Nascimento. [Equipe ASN, Pâmela Meireles]

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox