Notícias Adventistas

Estudantes buscam na colportagem a oportunidade de ingressar na faculdade

Projeto Sonhando Alto ajuda estudantes na busca do sonho profissional de ingressar na faculdade.

_DSC1381

Kenyo Rivera veio do Perú para alcançar seu sonho no Brasil por meio da venda de literatura cristã (Fotos: Mairon Hothon)

Jacareí, SP… [ASN] Sempre muito determinado, Kenyo Rivera desde cedo apostou na educação uma maneira de alcançar os sonhos. Assim que terminou o Ensino Médio logo ingressou no curso de Engenharia de Minas na Universidad Nacional de Trujillo, no Perú, contudo após o segundo ano percebeu que mais do que ter um futuro promissor, ele queria se sentir realizado.

“Desde quando me batizado na Igreja Adventista senti que podia ajudar com a minha profissão na obra missionária. Mas deixar uma faculdade pública para ingressar em uma particular era loucura, porque além dos meus pais não aceitarem essa mudança, nós somos muito pobres e não tínhamos condições de pagar”, conta o jovem.

E foi durante uma programação jovem da sua igreja que ele ouviu acerca de um projeto chamado Sonhando Alto destinado a jovens que precisam de dinheiro para ingressar na faculdade. “Não pensei duas vezes, larguei tudo para correr atrás do meu sonho, cursar Ciências da Comunicação na Universidad Peruana Unión (UPEU). Aos poucos a colportagem me ajudou a pagar meu curso e também conhecer outras nacionalidades”, relembra.

_DSC1346

Projeto direcionado aos estudantes que buscam a oportunidade de curso superior.

Após conhecer países como Paraguai, Panamá, Equador, Uruguai, Colômbia e Chile, o sonho de Kenyo era conviver também com os brasileiros. E não perdeu tempo quando descobriu que a campanha estudantil para venda de literatura cristã iria acontecer em Jacareí, no Estado de São Paulo.

“Conheci muitas culturas por meio da colportagem, mas ainda faltava conhecer o Brasil. O brasileiro é muito receptivo e alegre, o que facilita bastante na hora que a gente chega na casa das pessoas para oferecer os livros e revistas. Uma oportunidade de deixar o produto e também falar do amor de Deus”, ressalta.

Oportunidade a espera

Assim como Kenyo, outros 25 estudantes também estão engajados no projeto Sonhando Alto, da Igreja Adventista, na cidade de Jacareí. Vindos de diferentes locais e com diferentes personalidades, o sonho deles se resume em poucas palavras: alcançar o sonho profissional.

IMG_2432

Equipe de estudantes do projeto Sonhando Alto em Jacareí (SP).

O líder do Ministério das Publicações para a região, pr. Uendeo de Paula, explica que esse programa, que este ano completa 15 anos, é destinado a todos os jovens que concluíram o ensino médio e agora querem ingressar na universidade. Com duração de quatro meses, o programa acontece duas vezes por ano.

“O Sonhando Alto é o trabalho da colportagem para jovens que querem buscar o sonho da graduação. Durante quatro meses eles vendem literatura cristã de casa em casa ou nas empresas e ao mesmo tempo fortificam sua vida espiritual pois tem a oportunidade de falar de Jesus por meio dos livros de saúde, família, relacionamentos e do amor de Deus”, explica.

 

Rotina de campeões

_DSC1350

Estudantes passam por treinamentos e reuniões motivacionais para desenvolver o trabalho da colportagem-evangelística.

Instalados em uma casa na zona sul da cidade, os estudantes têm uma rotina regrada. Pela manhã eles fazem um culto motivacional em grupo e logo depois do desjejum saem as ruas para começar o trabalho. Limpeza, refeição e manutenção do local também é dividido entre os participantes do projeto, que rateiam as despesas por meio da venda dos livros.

“A cada kit vendido, 45% do lucro vai para o estudante e ele ainda pode obter descontos de 10% a 35% nas mensalidades das Universidades parceiras do projeto. Além disso, todas as revistas e livros pockets que são vendidos, a renda é diretamente revertida para o estudante a fim de subsidiar a estadia, já que o aluguel da casa é rateado entre os integrantes e a própria Igreja”, detalha o líder da campanha de vendas em Jacareí, Leonardo Rabaneda.

Durante os primeiros dias da campanha, que começou na última segunda 16 de março, o grupo passou por treinamentos técnicos, psicológicos e também filosóficos para entender o trabalho de um colportor-evangelista. Divididos em duplas pelas zonas pela cidade, o trabalho agora é de porta em porta para alcançar os objetivos.

Frio na barriga

Quem está com um friozinho na barriga para começar é a jovem Tamielly Damas, de 19 anos, que veio de Bananal, no Litoral Norte paulista. Ela conta que nunca havia saído de casa e que é um pouco tímida para conversar, mas a vontade de estudar Arquitetura no Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp) a fez encarar as barreiras.

_DSC1389

Apesar do frio na barriga, Tamielly deixou a casa dos pais para participar do projeto Sonhando Alto.

“Conheci o projeto no retiro espiritual de verão da minha igreja e foi como uma solução para meus problemas. Acho que essa vai ser uma oportunidade de juntar dinheiro e também amadurecer para a vida, conhecer novas amizades e locais diferentes. Estou muito ansiosa para começar a vender”, ressalta.

Além do Sonhando Alto, a colportagem estudantil acontece também no período de férias para um outro grupo com período de trabalho menor. Para maiores informações sobre este e outros projetos que envolvem a colpotagem-evangelista, entre em contato com o líder do Ministério de Publicações da APV, pr. Uendeo de Paula pelo e-mail uendeo.paula@ucb.org.br ou pelo telefone (12) 99746-5693. Se quiser você também pode procurar pela secretária do departamento (neroli.paroschi@ucb.org.br / 4009-9170) ou com seu pastor distrital. [Equipe ASN, Mairon Hothon]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox