Notícias Adventistas

Universitários dão exemplo e limpam sujeira deixada por candidatos

Jovens do Centro Universitário Adventista aproveitaram dia de eleições para exercer cidadania próximo às seções eleitorais

Jovens dos campi de Engenheiro Coelho e Hortolândia limparam entorno de seções eleitorais de Campinas, Artur Nogueira e Engenheiro Coelho

Jovens dos campus de Engenheiro Coelho e Hortolândia limparam entorno de seções eleitorais de Campinas, Artur Nogueira e Engenheiro Coelho

Campinas, SP… [ASN] O domingo de eleições foi um dia de limpeza para os jovens voluntários do Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp). Eles se uniram para recolher os santinhos e materiais eleitorais impressos jogados nas ruas que ficam próximas de algumas seções eleitorais de Campinas e região. A ação social envolveu universitários dos campi de Hortolândia e Engenheiro Coelho, que viram uma oportunidade de melhorar o ambiente onde no dia a dia funcionam escolas públicas.

De acordo com o TSE, neste ano foram gastos R$ 174,5 milhões em materiais impressos para campanhas políticas em todo o Brasil. O excesso geralmente é despejado nas ruas próximas a seções eleitorais no dia do pleito. Nas últimas eleições municipais foram recolhidas 50 toneladas de lixo deixado por candidatos na cidade de Campinas.

Para colaborar com a limpeza, os jovens escolheram agir logo após o pleito eleitoral, às 17 horas, e se dividiram em três pontos de ação: o grupo do campus Hortolândia foi para a Escola Estadual Mário Junqueira, em Campinas e o do campus de Engenheiro Coelho marcou presença nas cidades de Artur Nogueira e Engenheiro Coelho. Na primeira, a ação aconteceu na Escola José Amaro Rodrigues e envolveu alunos do ensino fundamental do Colégio Unasp. E na segunda contou com os universitários atuando no entorno da Escola Estadual Antônio Alves Cavalheiro.

Os materiais gráficos representam o maior gasto de campanha dos candidatos. Somente este ano, foram R$ 174,5 mi gastos, de acordo com o TSE

Os materiais gráficos representam o maior gasto de campanha dos candidatos. Somente neste ano foram gastos R$ 174,5 milhões, de acordo com o TSE

Contribuição social

O Unasp, campus Hortolândia, enviou para a ação 15 jovens voluntários que não só limparam em frente à Escola Mário Junqueira, mas também as ruas vizinhas. Uma iniciativa que incentivou outros moradores da comunidade, como a advogada Daniele Silva, que também começou a auxiliar na limpeza. “Eu vi estes meninos vindo varrer a nossa rua e não consegui ficar de braços cruzados. Eu quis ajudar também”, enfatizou Daniele.

A moradora Deise Parmejani, que acompanhou a mobilização, achou a iniciativa um exemplo de cidadania. “Eu achei que foi a melhor parte da eleição! É um exemplo para a população, para o ser humano que suja a rua, que joga papel e esses políticos, que não têm consciência e jogam papéis na porta da escola”, destacou Deise.

Para quem trabalha diariamente na escola e já passou por outras eleições, ter o entorno cuidado faz toda a diferença. “A nossa equipe interna já limpa o colégio por dentro, mas a gente não consegue deixar as ruas em volta da escola limpas já no dia seguinte. Então, na segunda após a eleição, os alunos geralmente acabam tendo esse desconforto, de chegar perto da escola e ver todos aqueles santinhos jogados na rua”, relatou o vice-diretor Denis Pinheiro.

Cidadania e apoio à comunidade

As crianças que saíram às ruas da cidade de Artur Nogueira estavam dispostas e animadas em participar da ação. Mesmo com o vento e a poeira, elas varreram as ruas cantarolando alguns hinos. Monize Almeida, de 14 anos, conta que a iniciativa a ajudou no desenvolvimento como cidadã. “Foi muito legal ajudar nessa limpeza. Me conscientizou da importância em ajudar minha cidade”, afirmou.

Para o diretor do Colégio Unasp, Roberto Assis, um dos objetivos foi mostrar aos alunos a dificuldade em se realizar uma limpeza como essa. “Nós procuramos conscientizá-los do trabalho cansativo que é o de recolher todos esses papéis para que não reproduzam esse comportamento de jogar lixo nas ruas”, declarou.

Aparecida Galvão, de 54 anos, moradora de Engenheiro Coelho, se juntou ao grupo e ia ajudando a catar os papéis espalhados pela rua. “A cidade fica com outra ‘cara’. Essa sujeira não pode ficar aqui. Se cada um catasse um pouquinho de lixo e jogasse seu lixo na lixeira, tudo ia ficar melhor”, destacou ao elogiar o trabalho dos voluntários. Um pouco acima, na mesma calçada, a pequena Manoela, de dois anos e meio de idade, com seu vestidinho azul e sapatilha rosa, manuseava a imensa vassoura junto com o grupo de jovens que vestiam uma camiseta com a estampa “# Eu sou Unasp”. O pai, Claudio Pereira, que mora em Engenheiro Coelho há 24 anos, incentivou a participação da filha com os universitários. “Em casa, ela tem uma vassourinha e rodinho para aprender a ajudar na limpeza. Ajudando, ela aprende a cidadania”, disse enquanto interagia com os alunos.

A ação foi idealizada pelo pastor Jonathan Conceição, um dos auxiliares da Igreja do campus Engenheiro Coelho, que procurou envolver não apenas os estudantes, mas também os moradores. “A ideia é nos aproximarmos de nossa comunidade, mostrar que estamos aqui para colaborar. Queremos fazer a diferença em nosso município”, explicou Conceição. [Equipe ASN, Glória Barreto, Suzaeny Lima e Vivian Vergílio]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox