Notícias Adventistas

Servidor público aprovado em 22 concursos dá aulas gratuitas para a comunidade

Anderson de Paula tem utilizado seu talento para levar outras pessoas a se aproximarem de Cristo.

IMG_9799

Anderson quer estender o projeto a outros locais

Formosa, GO… [ASN] Anderson Souza de Paula atualmente é analista do Tribunal de Justiça Federal. Este é o quinto cargo público que exerce em Brasília. Há cerca de um ano e meio, ele resolveu contabilizar em quantos concursos públicos já havia sido aprovado: 22.

Leia também:

Agradecido pelas oportunidades profissionais que Deus lhe deu, de Paula não quis guardar o dom apenas para si. A princípio, ele e sua esposa formariam um grupo de estudos para concursos públicos apenas com parentes e amigos próximos, porém, resolveram incentivar cada um dos alunos a levar outro interessado. Na aula inaugural compareceram 40.

Cem líderes de PG estiveram presentes no evento.

Cem líderes de PG estiveram presentes no evento

Vendo a repercussão, ele buscou o apoio de duas escolas públicas que cederam uma sala para que o curso fosse realizado semanalmente. Com o passar do tempo, o número de estudantes aumentou e cada um que preenchia a ficha cadastral era convidado a participar de outro estudo: o da Bíblia.

Ministério pessoal

Além de serem gratuitas, as aulas tinham outro diferencial. “Sempre começávamos com uma oração. Eu também aproveitava para explicar como a fé ajuda nos estudos. Felizmente todos aceitaram os cursos bíblicos”, se alegra o analista. Outros de seus amigos que também passaram em concursos foram convidados para serem professores. Um deles, ex-adventista, retornou à Igreja devido à influência do curso.

De Paula apresentou seu projeto no Encontro de Líderes de Pequenos Grupos “Minha cidade, minha missão”, que aconteceu na Escola Adventista de Formosa, GO, no dia 17 de abril. O objetivo da programação foi fazer com que cada membro de Pequeno Grupo descubra seu dom e o utilize como ministério, assim como tem feito o servidor público.

IMG_6991

Participantes tiveram momentos especiais para definir como seu PG atuaria na comunidade

Ao divulgar a iniciativa, que já auxiliou cerca de 100 estudantes, a proposta do analista é uma só: que outros concurseiros se identifiquem e multipliquem o projeto em suas cidades. “Deus me deu esse dom de fazer provas e através disso quero que nossos alunos entendam a Igreja como um ponto de auxílio. Queremos tirar qualquer preconceito que possa haver em relação a isso. Hoje eles realizam os estudos e vão à igreja, quando convidados, devido à gratidão que sentem por nosso trabalho”, explica.

O pastor Paulo Alvarenga, diretor do departamento de Pequenos Grupos para o Planalto Central, explica que é exatamente isso que Deus espera de cada cristão. “Quando você se olhar em frente ao espelho e pensar ‘poxa, eu sou tão limitado, parece que não consigo fazer nada’, olhe de maneira mais espiritual. Pois existe algo dentro de você, algo natural, algo simples que vai se transformar em algo grandioso para povoar o céu”, afirma.

A cidade de Formosa foi usada como protótipo para o início do “Minha cidade, minha missão”. O pastor Jair Miranda, diretor de Ministérios Urbanos na região leste da cidade de São Paulo, foi o palestrante oficial da programação. No domingo, 18, houve o lançamento para os pastores locais que foram incentivados a implantar a iniciativa em suas congregações. [Equipe ASN, Pâmela Meireles]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox