Notícias Adventistas

Plano de Carreira para educadores é lançado em São Paulo

O plano de uma proposta de carreira, cargos e salários para os educadores é algo pioneiro na América do Sul

Somente no Estado de São Paulo, 3,380 mil educadores atuam na Educação Básica.

Somente no Estado de São Paulo, 3,380 mil educadores atuam na Educação Básica.

Águas de Lindóia, SP… [ASN] Nesta semana foi lançado o plano de Carreira, Cargos e Salários para todos os educadores da Rede de Educação Adventista do Estado de São Paulo (União Central Brasileira). O lançamento aconteceu durante o 2º Encontro de Educação na presença dos 3,2 mil profissionais que atuam nas escolas do Estado.

Leia também: 

Sobre o plano

O plano é pioneiro na América do Sul e propõe a valorização do professor pelo seu tempo de trabalho dedicado à Educação Adventista, por conta da experiência profissional e estimula a formação acadêmica continuada. Essa novidade motivou muitos educadores, inclusive, Carlos Daniel, professor de História no Colégio Adventista de Paulínia, em São Paulo. “Professor tem que ser valorizado. Com salários melhores, a necessidade de cargas horárias excessivas pode diminuir. Além disso, nós seremos mais fidelizados à rede por causa da perspectiva de crescimento”, comenta o docente.

Momento do lançamento do Plano de Carreira, Cargos e Salários.

Momento do lançamento do Plano de Carreira, Cargos e Salários.

De acordo com o líder da Educação Adventista na União Central Brasileira, pastor Antônio Marcos, a intenção é estimular o crescimento profissional dos professores, além de reforçar a importância dele para a Igreja. “Nosso maior objetivo é salvar pessoas para Jesus. O professor é o caminho para isso. Portanto, ele precisa ser muito valorizado, e é isso que queremos com esse plano”, afirma.

Nas próximas semanas, o plano será homologado pelo Ministério do Trabalho e ganhará mais força em sua execução.

Educação no Estado

Atualmente, mais de 69 mil alunos estão matriculados nas 81 escolas do Ensino Básico do Estado. Para ensinar e dar apoio pedagógico às crianças e adolescentes, 3,380 mil professores atuam junto aos 2,345 mil coordenadores, diretores e orientadores contratados. [Equipe ASN, Jhenifer Costa]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox