Notícias Adventistas

Escola Adventista de Ijuí cria desafio da Baleia Branca e recebe destaque em jornal

Atividade começou no mês de março em resposta ao jogo Baleia Azul e terá desfecho em julho.

Ijuí, RS… [ASN] A fim de colaborar com a interação, desenvolvimento da autoestima e incentivar bons hábitos entre os alunos, a Escola Adventista de Ijuí criou, em março, o chamado Desafio da Baleia Branca; uma resposta ao bastante divulgado jogo Baleia Azul, que, supostamente, incitou adolescentes em várias partes do Brasil e do mundo a atos suicidas por meio de grupos fechados na internet. Ao contrário das tarefas prejudiciais que este último trazia eu seu enredo, o jogo criado pela escola conta com várias tarefas ‘do bem’, e foi pensado de maneira sistemática por uma das coordenadoras pedagógicas da escola, Zélia Ramos, em parceria como pastor Walter Lima, líder da Ação Missionária da Igreja Adventista para o noroeste gaúcho.

Leia mais:

Bullying é tema de série de discussões proposta por escola adventista em Erechim

O projeto, direcionado aos estudantes, recebeu destaque do Jornal da Manhã, impresso veiculado no município de Ijuí. Conforme declaração dada ao jornal, a professora Zélia explicou que o processo do jogo foi realizado junto aos familiares dos alunos. “A primeira iniciativa da escola foi chamá-los para uma Escola de Pais para tratar do assunto, orientar as famílias sobre os cuidados e precauções que devem ser tomadas dentro de casa e explicar o funcionamento do projeto”, ressalta.

Estudantes e uma das mães de participantes falaram sobre os desafios do bem em uma das rádios de Ijuí.

As tarefas são variadas e possuem características diversas. Entre elas, atividades solidárias, como visitar asilos ou arrecadar agasalhos para uma campanha de inverno, e ajudar em tarefas domésticas, como lavar a louça e até o preparo do café da manhã aos pais. Cada uma das tarefas deve ser registrada e comprovada, para que resulte em pontos. Os mais bem colocados concorrem a uma câmera fotográfica, um celular, uma noite de pizzas ou horas de diversão em um boliche.

De acordo com Zélia, o propósito das tarefas vinculadas ao desafio é fazer com que os estudantes se mantenham ocupados com atitudes positivas, o que, segundo ela, torna a vida mais interessante de ser vivida, contribuindo para o enfrentamento dos problemas. “Algumas tarefas são bastante diferentes do que eles estavam acostumados, mas os deixarão com muito mais vontade de viver e aproveitar aquilo que vem pela frente”, reforça Zélia ao Jornal da Manhã.

Duas estudantes, acompanhadas de sua mãe, foram até a rádio Progresso, de Ijuí, e relataram sua experiência com o jogo do bem.

O Desafio da Baleia Branca se estenderá até o mês de julho, quando os ganhadores serão conhecidos. Alguns registros de atividades têm sido publicados na página da Escola Adventista de Ijuí, no Facebook. [Equipe ASN, Willian Vieira]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox