Notícias Adventistas

Escola Adventista Bom Retiro celebra 110 anos

Unidade escolar é uma das mais antigas em atividade no Brasil

Escola Adventista de Bom Retiro celebra os 110 anos de existência

Bom Retiro, SC… [ASN] Bom Retiro, cidade de quase 9 mil habitantes e que fica a 120 quilômetros da capital catarinense. No começo do século passado, a região foi um importante ponto na estrada que ligava o litoral à região serrana. Por ali a colonização alemã e italiana povoou a cidade. Para a Igreja Adventista a cidade é o berço de uma das primeiras escolas adventistas do Brasil, iniciada no ano de 1907, por Johann Deucher. E no último dia 30 de setembro, essa escola centenária, ainda ativa, celebrou os 110 anos de existência com um culto de gratidão a Deus.

A Escola Adventista Bom Retiro (EABR) tem hoje 122 alunos e 11 funcionários. O êxodo para o litoral no final do século passado fez com que a unidade, assim como toda a cidade, mudasse seus parâmetros de renda. “Com seus poucos habitantes, a quantidade de alunos é uma vitória para a unidade e mostra que a chama da Educação Adventista continua ativa por meio de homens e mulheres que têm o mesmo amor pela causa, assim como tiveram os pioneiros do passado”, comenta o pastor Homero Bubna, líder da Educação Adventista na região centro sul de Santa Catarina (Associação Catarinsense – AC).

A celebração aconteceu  igreja adventista da Entrada, onde foi a sede das primeiras aulas da escola. O culto de gratidão contou com encenações, homenagens, relatos históricos e a presença de líderes da Igreja Adventista do Sul do Brasil. “É uma escola que está na história, na vida de muitas pessoas. Quantos alunos passaram por aqui e foram transformados. Quando essas pessoas saíram da cidade em busca de novas oportunidades, elas levaram consigo a mensagem de Deus”, acrescenta Homero.

A EABR lecionou em alemão até 1933, devido à forte colônia européia no período. Outra curiosidade é que em 1935 a escola era tão apreciada por adventistas e não adventistas que ela foi nomeada Escola Modelo entre todas as escolas do interior do Brasil. Em 1981, uma nova escola foi construída, juntamente à igreja no centro da cidade de Bom Retiro, e em 1985 a unidade escolar se mudou definitivamente para a nova sede.

“Novas expectativas surgiram com a nova escola, assim novas oportunidades foram oferecidas ao público bonretirense”, lembra a homenageada Avany Werlich, diretora na época e atualmente dirigindo a escola temporariamente (a atual diretora, Dalva Grudtner, está licenciada).

Outro homenageado foi o pastor João Kuntze, que esteve à frente da Escola Adventista Bom Retiro entre os anos de 1960 e 1965. “Aprendi a ler ali, por meio do professor Pedro Braga, um consagrado homem de Deus. Depois fui diretor e professor com 24 anos. Sabe quem eu alfabetizei, por exemplo? O senador Dário Berger”, lembra de maneira saudosa.

Por 43 anos o pastor Kuntze esteve trabalhando na Educação Adventista, sendo professor, diretor e departamental em vários Estados. Para ele,  fazer parte desta história tem um preço incalculável: “Eu estudei nesta escola, me tornei professor e depois diretor. Isso não tem preço. E a maior virtude da Educação Adventista é valorizar os princípios cristãos. Tenho 81 anos e estou firme na igreja até hoje por causa dos meus professores, que foram usados por Deus”, conclui. [Equipe ASN – Daniel Gonçalves]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox