Notícias Adventistas

Entre os 50 melhores, Colégio Adventista do Recife recebe prêmio nacional

Reconhecimento ocorreu por meio da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

Reconhecimento fortalece rede de educação adventista na região

Reconhecimento fortalece rede de educação adventista na região

Recife, Pernambuco … [ASN] Dez alunos do Colégio Adventista do Recife foram premiados com dois dos 50 melhores projetos científicos inscritos no prêmio da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) – categoria fundamental, médio e técnico. Há 65 anos, a organização realiza congressos anuais (em 2013, em Recife), reunindo empresas, universidades, empreendimentos e colégios do Brasil e do exterior, com o objetivo de divulgar pesquisas, inovações e ideias de desenvolvimento. Até esta sexta-feira, 26, a feira acontece na Universidade Federal de Pernambuco, distribuída entre stands-, workshops, palestras e exposições em todo o campus.

Os trabalhos dos jovens cientistas do Colégio Adventista que foram premiados abordam questões ligadas ao cotidiano e a cidade em que vivem. Uma das equipes falou sobre sustentabilidade usando as garrafas PETs como exemplo de reutilização inteligente. “Nós estudamos sobre o produto. Percebemos que, embora a garrafa seja um produto higiênico, ela não é biodegradável. Buscamos então por alternativa para reutilizar esse produto. Construímos luminárias, artesanatos, e acompanhamos o processo de produção de grama sintética a base de PETs e camisas, que parecem apenas de algodão, mas que levam duas garrafas de 2L na composição”, conta a pesquisadora Ana Letícia Oliveira.
Preocupados com a qualidade da água do planeta, o grupo da Camila Souza resolveu estudar os rios que cortam a Grande Recife e encontraram o objeto de estudo. “Resolvemos pesquisar sobre o Rio Capibaribe. Ele é o rio principal do nosso estado, que abastece 43 municípios, e que se encontra poluído. Percebemos que essa poluição afeta em tudo que nos cerca, desde pessoas que moram perto aos ribeiros, até quem está longe, mas compra o peixe desse rio para comer”.
A ideia de inscrever projetos no prêmio surgiu dentro da sala, em uma aula de geografia. O professor da turma do 9º ano do Colégio Adventista do Recife percebe na conquista dos alunos, oportunidades de crescimento: “Esses alunos deixam a esfera da alienação e passam a ter um pensamento construtivista, onde eles vão produzir o conhecimento. O nosso objetivo não é apenas que os alunos reproduzam o conhecimento, mas sim, que eles construam”.
A Feira da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência está aberta para o público até esta sexta-feira, 26, na UFPE. A entrada é franca. Acompanhe a reportagem em vídeo deste evento hoje, as 19h, no jornal NT Vale. [Equipe ASN, Rebbeca Ricarte]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox