Notícias Adventistas

Enem respeitará princípios religiosos de adventistas

Em todo o País, 90.925 estudantes que guardam o sábado terão atendimento diferenciado.

Serious students sitting for an examination

Em todo o Brasil, 7,1 milhões de pessoas se inscreveram para o Exame

Brasília, DF… [ASN] A estudante Laisa Soares sempre gostou de ajudar os outros e se sentir útil. Prestes a concluir o Ensino Médio e a iniciar a vida universitária, não tem dúvidas de que o curso de Medicina é justamente aquele que permitirá que ela continue a contribuir com o bem do próximo, mesmo que, em algum momento, não receba nada em troca.

Assim como ela, aproximadamente 7,1 milhões de pessoas que se inscreveram para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) buscam realizar o sonho de conquistar uma vaga em uma das instituições que aceitam a nota da prova como passaporte para o Ensino Superior.

O Exame, no entanto, oferece condições especiais para aqueles que, por algum motivo, não podem realizar a prova no horário estabelecido, como os guardadores do sábado. Neste ano, de acordo com dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), 90.925 estudantes pediram tal atendimento.

Laisa está entre eles. “E mesmo que não houvesse essa possibilidade de guardar o sábado, tenho certeza de que Deus teria um plano, não só pra mim, mas para todos os jovens que optassem por manter seus princípios”, argumenta. “Afinal, Deus é o Deus do impossível, e Ele sempre nos mostrará um caminho onde caiba nossa fé.”

Até 2009 não havia nenhuma opção específica para os guardadores do sábado. Naquele ano, o departamento de Liberdade Religiosa da Igreja Adventista para a América do Sul procurou o Inep e eles fizeram arranjos para garantir que esse público fizesse o exame após o pôr do sol. No ano seguinte, o Instituto já colocou no edital a previsão de atendimento especial. Os adventistas tinham que marcar a opção logo no momento da inscrição no site.

Em 2013, a primeira prova acontece no sábado, dia 26 de outubro, a partir das 12 horas, horário de Brasília. Para os “sabatistas”, o questionário será entregue às 19 horas, também segundo o horário de Brasília. Mesmo assim, alguns adventistas ainda enfrentarão dificuldades, principalmente nos Estados do Acre, Amazonas, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, já que o Brasil conta com três fusos-horários oficiais e legais.

Princípios

Enem-respeitara-principios-religiosos-de-adventistas2

Para a estudante Laisa Soares, a situação é uma oportunidade para mostrar aos outros que ela acredita em princípios imutáveis.

Durante o horário de verão, no Acre e parte do Amazonas, por exemplo, 19 horas em Brasília equivale às 16 horas. Laisa mora em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, e presta o Enem desde o primeiro ano do Ensino Médio. “Decidi que seria melhor treinar, assim que possível, como seria ficar confinada por algumas horas antes da prova”, explica.

Mesmo estando em um Estado que tem uma hora a menos em relação à capital do País e tenha que perder uma hora de prova, a estudante garante que mesmo que pareça ter desvantagem, não é o que acontece. Com os testes que fez nos anos anteriores, percebeu que tempo nunca lhe faltou.

No ano passado, o Ministério Público de Porto Velho ajuizou uma ação pública cível garantindo em todo o Estado de Rondônia que o horário para realização do Exame destinada aos adventistas começasse a ser contada apenas após o pôr do sol. Neste ano, a decisão permanece.

“Os alunos de outras localidades que acreditam que serão prejudicados devem procurar, ainda nesta semana, o Ministério Público de sua localidade para que uma ação de mesma natureza seja emitida em favor deles”, orienta o doutor Vanderlei Vianna, assessor jurídico assistente da sede sul-americana adventista.

Laisa reforça que esta é uma oportunidade para mostrar aos outros que os princípios devem ser imutáveis e que Deus e Sua vontade devem estar acima de tudo, inclusive do vestibular ou Enem. Para ela, o segredo para alcançar a vitória tem alguns ingredientes. “Comunhão com Deus, principalmente nessa reta final, é muito importante. Tenho que fazer a minha parte, que é estudar e confiar que Deus fará a dEle”, compartilha. [Equipe ASN, Jefferson Paradello]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox