Notícias Adventistas

Educação treina e capacita 500 professores em três dias

Grupo de professores posa para foto especial da equipe da Educação da PaulistanaHortolândia, SP… [ASN] São mais de 13 mil alunos na Rede Educacional Adventista da Paulistana. Para lidar com tantos jovens e crianças é necessário um preparo especial. Por isso todos os professoras das escolas da associação se reuniram para um programa de treinamento e capacitação. O evento aconteceu nos dias 20, 21 e 22 no Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp), campi 3, na cidade de Hortolândia, interior do estado e contou com a participação de 500 pessoas.

Clique aqui para ver as fotos

No Brasil, oferecer educação de qualidade é sempre um grande desafio. Os principais responsáveis por definir esse nível de avaliação são os professores. Afinal, são eles que todos os dias assumem as salas de aula para transmitir conhecimento a  futuras gerações. E investir neles, professores, foi justamente o objetivo principal da administração educacional ao oferecer esse curso de capacitação.

Segundo Valdirene Dias, coordenadora pedagógica da AP,  a expectativa é de que os professores tenham voltado motivados e preparados para enfrentar qualquer desafio. É importante lembrar, diz a professora, que eles devem aprender que as mudanças tem que partir da iniciativa deles.

Durante os três dias de programação os participantes variaram entre momentos de oficinas práticas, palestras e lazer. Nas oficinas, tiveram a oportunidade de trocar experiências e ampliar o conhecimento  para diversas atividades do dia a dia de sala de aula. “As oficinas foram realmente excelentes e espero conseguir colocar tudo o que vi em prática”, declara Marineuza Altino,  professora do primeiro ano no colégio de Vila Yara.

Entre as palestras, temas como bullying e conceitos da educação adventista foram abordados. No entanto, o enfoque educacional falou mais alto. O conteúdo de palestrantes conhecidos, como Alfredo Rocha e Leo Fraiman, foi importante para valorizar cada professor e incentivá-los a dar o melhor de si.

“O professor tem que aprender a se motivar; dar uma aula cativante, bem animada, em que ele planeje o conteúdo e também tenha uma estratégia de ensino”, declara o psicoterapeuta Leo Fraiman. Para ele, todo o esforço em estabelecer um bom relacionamento com os alunos e um clima de ensino harmonioso é essencial. Caso contrário, o professor “pira”, quando na verdade, o que deve fazer é inspirar.

Uma das novidades do treinamento desse ano foi a presença dos instrutores de informática das escolas. Assim como os outros professores, eles também receberam instruções e ensinamentos para continuarem desenvolvendo a utilização da tecnologia no ambiente escolar. “Nas escolas da Paulistana já utilizamos o projetor interativo, netbooks, além dos softwares educacionais. Mas o ponto principal é treinamento; sem ele, nada funciona”, afirma Emerson Kumpel, gerente de tecnologia da informação da AP.

Se depender da animação dos professores, o ano de 2013 promete ser produtivo. “Foi meu primeiro ano e estou encantada. Nossa instituição  prepara o professor com muito carinho. Agora vamos trabalhar com todo o gás”, diz Adriana Ambrósio, recém chegada a rede. [Equipe ASN, Gabriel Stein de Servi]

[fve]http://youtu.be/6PQYJSma4r8|580|315[/fve]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox