Notícias Adventistas

Voluntários atuam como professores para fortalecer ensino

Motivação é contribuir com desenvolvimento de alunos de suas comunidades

educação

Professor voluntário oferece aulas de reforço em casa (Foto: Simone Joe)

Belém, PA … [ASN] Hoje, 28 de abril, comemora-se o Dia da Educação. A data ficou marcada pelo Fórum Mundial de Educação, realizado no Senegal, em 2000. Na ocasião uma das metas seria ter todas as crianças na escola ate 2015, não poupando, portanto, esforços políticos e financeiros para que esse objetivo se tornasse realidade.

Contudo, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), até 2010 cerca de 10,3% das crianças no País não frequentavam a escola, seja por nunca terem ido ou por abandono logo nas primeiras séries. Mas isso não impediu alguns professores voluntários de atuarem, tentando mudar, nem que seja em sua comunidade local, essa realidade.

Casal de aposentados dá aulas em Escola Adventista (Foto: Arquivo pessoal)

Marilda Mota serviu à Educação Adventista durante 31 anos, sendo 27 deles na capital paraense, Belém. Atualmente em terras gaúchas, mesmo aposentada, a pedagoga não se distanciou do dia a dia escolar e aceitou o convite de servir, voluntariamente, como coordenadora pedagógica da Escola Adventista Pr. Ivo Souza, que neste ano completa 110 anos de história. Entretanto, além de aceitar o desafio, ela também envolveu seu esposo, Alcedyr Mota, que auxilia como professor de ensino religioso e ministra aulas de reforço de matemática no período vespertino.

“A Educação Adventista foi a base da minha história de vida, dos meus filhos e, certamente, é o norte da formação na vida de todos aqueles que passam por ela. Sou grata a Deus pela oportunidade que Ele ainda me concede de fazer esse trabalho e ver o resultado positivo na vida de muitos alunos”, destaca Marilda.

Educação reforçada

Na outra ponta do Brasil, o policial e físico Antônio Marcos da Silva, de 31 anos, desenvolve um projeto educacional com os desbravadores do Clube Elohim, da igreja adventista do bairro Vila Macedo, um dos mais carentes de Imperatriz, região sul do Maranhão.

educação

Antonio Marcos da Silva tira dúvidas nas disciplinas de física e matemática (Foto: Simone Joe)

Há dois anos, ele assumiu a diretoria do clube e percebeu as diversas necessidades de seus liderados. Diante disso, decidiu unir o útil ao agradável, oferecendo aulas gratuitas de Física e Matemática para aqueles que cursam o ensino fundamental e médio. O professor voluntário explica por que desenvolve esse projeto. “Primeiro porque tenho o desejo de poder contribuir com a formação escolar, dando uma oportunidade de melhoria de vida, através do ensino, para os meninos que tem um baixo rendimento essas disciplinas. E segundo, pelo prazer que sinto em exercer a docência”, justifica.

A princípio, as aulas seriam ministradas na igreja, porém, a estrutura ainda não é adequada, por isso acontecem duas vezes por semana na residência de Silva, numa sala com carteiras e quadro branco.

A estudante do 1º ano do ensino médio Carla Vitória Silva Batista é uma das beneficiadas e para ela as aulas são extremamente importantes. “Acho maravilhoso! Às vezes a gente chega em casa, olha o caderno e percebe que ficaram várias dúvidas. A gente chega lá e ele explica direitinho e nós entendemos tudo”, comenta.

A iniciativa contagiou mais pessoas. A professora Socorro Sales e outros universitários da congregação também se propuseram a ministrar aulas e alfabetizar membros e moradores do bairro. O projeto foi aprovado pela liderança da igreja e em breve haverá aulas de disciplinas diversas num ambiente adequado e com o corpo docente formado por voluntários adventistas. [Equipe ASN, Anne Seixas, com colaboração de Céciah Mota e Simone Joe]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox