Notícias Adventistas

Curador do museu de Israel dá palestra no Unasp

Curador: Engenheiro Coelho, SP … [ASN] Na última quarta-feira, 15, Adolfo Roitman, curador do Museu do Livro de Israel, foi recebido pelo curso de Teologia do Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp), campus Engenheiro Coelho, para ministrar uma palestra sobre “Os rolos do mar morto e seu significado para o judaísmo e o cristianismo”. O Museu do Livro guarda mais de 25 mil fragmentos de manuscritos em pergaminhos, encontrados em 11 cavernas próximas ao Mar Morto, na Palestina.

Nos dois últimos horários de aulas de toda quarta-feira, o curso de Teologia oferece aos seus alunos uma programação especial, chamada de capela.  Esta semana, por meio do pastor e arqueólogo Rodrigo Silva, os estudantes tiveram a oportunidade de conhecer Adolfo Roitman, doutor em arqueologia pela Universidade de Israel e curador do Museu do Livro.

Após momentos musicais e de oração, Roitman tomou à frente para falar sobre o descobrimento dos rolos do mar morto e a importância deles. “Os manuscritos abrem uma janela crucial da humanidade”, afirmou. Em diversas cavernas próximas ao Mar Morto, foram encontradas várias cópias dos livros da Bíblia, menos de Neemias e Rute. Alguns livros têm várias cópias, datadas de mais de dois mil anos, numa soma de 230 reproduções. “Quando não temos o original da Bíblia, conferimos os textos nas cópias. Nelas, você pode ver se houve alterações bruscas ou se o texto foi permanecido”, explicou o curador.

Roitman disse que as palavras, escritas na maioria em hebraico e aramaico, continham um campo semântico muito complexo. “Há uma diferença entre as frases originais e a tradução”, alertou.

Cerca de 90% dos pergaminhos foram escritos em couro de animal. Muitos também foram registrados em rolos de cobre. O livro de Isaías é o único completo e mais bem preservado. Contém 54 colunas com os 66 capítulos da Bíblia.

Além dos manuscritos, também foram encontrados pratos de madeira, artefatos de pedra, vasos e potes de azeite, nas cavernas.

Para Rodrigo Silva, os estudantes de Teologia só têm a ganhar com a visita de Roitman. “É bom que eles saibam que a Bíblia é um livro estudado seriamente, com pesquisa acadêmica, algo bem solidificado. Com esse conhecimento, eles veem que estão estudando numa escola que preza pela excelência acadêmica”, concluiu. [Equipe ASN, Vanessa Moraes]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox