Notícias Adventistas

Crianças arrecadam roupas para vítimas de enchente

A ação envolveu todos os 200 alunos do Ensino Infantil (Pré I ao 5º Ano) e funcionários. Em três semanas de campanha conseguiram arrecadar 9.850 peças de roupa, 2.775 calçados, 75 edredons, seis colchões, além de eletrodomésticos, móveis e utensílios domésticos.

Escola Adventista antecipou a Campanha do Agasalho e reuniu cobertores, colchões, móveis e eletrodomésticos.

Escola Adventista antecipou a Campanha do Agasalho e reuniu cobertores, colchões, móveis e eletrodomésticos.

Joinville, SC…[ASN] Há um mês a cidade de Barra Velha, no Litoral Norte de Santa Catarina, sofreu a pior catástrofe de sua história. Um temporal alagou toda a região e atingiu a metade da população, cerca de 12 mil pessoas. Mais de 3 mil casas foram invadidas pelas águas, desalojando cerca de 400 famílias. A região mais afetada foi a comunidade de Itajuba.

Comovida com a tragédia, a direção da Escola Adventista do Costa e Silva (Joinville) decidiu antecipar a Campanha do Agasalho, que é promovida todos os anos no inverno, para ajudar as vítimas. “Por ser uma comunidade tão próxima (50 Km), mexeu com o nosso coração para anteciparmos a campanha que ocorreria no meio do ano”, conta a diretora Odete Garcia Pasold.
A ação envolveu todos os 200 alunos do Ensino Infantil (Pré I ao 5º Ano) e funcionários. Em três semanas de campanha conseguiram arrecadar 9.850 peças de roupa, 2.775 calçados, 75 edredons, seis colchões, além de eletrodomésticos, móveis e utensílios domésticos.

A escola promoveu uma competição saudável entre as dez turmas em que a vencedora, a sala que conseguisse levar mais itens de acordo com o número de alunos, ganhou um rodízio de pizza. A classe do Pré II ficou na primeira colocação, mas a disputa foi o que menos importou. A criançada vibrou muito na divulgação de todas as pontuações, uma festa motivada pela solidariedade.
“Foi muito bom ajudar. Eu trouxe bastante roupa”, conta entusiasmada a aluna do 4º ano Isabel Wolter, de 9 anos. O mesmo sentimento dividia o colega de classe, Caio Cesar Martins Gonçalves, da mesa idade: “Achei legal o ato de ajudar. Eu trouxe várias sacolas cheias. Todo dia eu abria o meu armário e sempre pedia para a minha mãe para trazer roupas”.
Para a diretora Odete, além de ser uma oportunidade de ajudar pessoas necessitadas, a campanha é um aprendizado para os alunos. “A criança que abre o coração se torna mais receptiva e mais perceptiva do mundo. Quando ela consegue se preocupar com o que está acontecendo ao redor dela, ela amplia o seu horizonte”.
O material arrecadado teve que ser levado em duas viagens. A primeira leva, com móveis e objetos mais pesados, foi carregada na segunda-feira (6) por um caminhão. A segunda parte foi colocada no veículo pelas próprias crianças na última quarta-feira. Elas formaram uma corrente e passaram de mão em mão os itens que conseguiram reunir.
A solidariedade dos alunos e pais alegrou Eurides Alves Boeira, membro da igreja de Itajuba que trabalha para ajudar os que perderam seus bens na enchente. “A nossa igreja precisa ser conhecida não só pela pregação do evangelho, mas também pela parte social. Essas crianças estão dando o exemplo de que não são só os adultos que devem trabalhar. O tamanho delas me surpreendeu. Elas vão crescer com essa vontade de ajudar os outros”. A equipe da Ação Solidária Adventista (ASA) e o Clube de Desbravadores de Barra Velha distribuirá o material aos moradores no próximo domingo. [Equipe ASN, Gustavo Cidral]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox