Notícias Adventistas

Coral estudantil de São Miguel Paulista se apresenta na Assembleia Legislativa de São Paulo

Participação aconteceu no Fórum Inter–religioso do Estado de São Paulo.

8 de maio de 2017

Coral do Colégio de São Miguel Paulista se apresentando em Fórum Inter-religioso do Estado de São Paulo

SP, São Paulo… [ASN] O convite aconteceu no evento organizado pelo Colégio Adventista de São Miguel Paulista, no dia 25 de março, sobre Liberdade Religiosa no Brasil. O próprio presidente da Associação Brasileira de Liberdade Religiosa e Cidadania, Dr. Samuel Luz, presente no momento, pediu para o coral participar no Fórum Inter–religioso.

Saiba mais 

E assim que aconteceu, no dia 27 de março, na presença do governador do Estado Geraldo Alckmin, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paul, os alunos de 9 e 10 anos – 4ºano e 5 ano – cantaram duas canções sobre a importância da liberdade, igualdade e o respeito às diferenças.

Nas redes sociais, o colégio se manifestou sobre a participação. “A instituição fomenta a criação de políticas públicas de enfrentamento e combate à intolerância religiosa, além de promover a difusão da cultura de paz e liberdade de crença religiosa entre todos os indivíduos”, publicado no Facebook.

Fórum Inter – religioso

Foram empossados 101 membros, titulares e suplentes, do Fórum Inter-religioso. Criado em 2013, pela lei estadual 14.947, o órgão está vinculado a secretaria de justiça e cidadania do Estado e passa a funcionar de forma mais efetiva.

O fórum é formado por representantes de 28 denominações religiosas, tendo como presidente o secretário de justiça e cidadania do estado, Márcio Elias Rosa.

A Igreja Adventista possui quatro representantes, os pastores Enildo Nascimento da Associação Paulista Central, Jefferson Castilho, da Associação Paulista do Vale, além do presidente da Associação Brasileira de Liberdade Religiosa e Cidadania (Ablirc), o advogado Samuel Luz, e a presidente da Comissão de Liberdade Religiosa da OAB-SP, Dra. Damaris Moura.

“O Estado de São Paulo é pioneiro, e passa a ser o único da Federação a ter um espaço de diálogo, criado por meio de uma lei estadual, para discussão e com competência para implementar políticas de estado de enfrentamento e combate à intolerância religiosa, e promoção da cultura de paz e liberdade de crença”, publicado pelo portal de notícias da Associação Paulistana.

O presidente do fórum revela quais devem ser as primeiras ações.

“Agora precisamos definir prioridades de políticas públicas. E eu, como presidente do fórum sugiro uma, de caráter educacional, para a nossa rede de ensino, de discussão em torno da tolerância religiosa para todos os nossos ciclos de ensino”. [Equipe ASN, Michelle Martins, com informações de Lóren Vidal]

 

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox