Notícias Adventistas

Colégio adventista de São Caetano valoriza a energia renovável

Palestras sobre preservação do meio ambiente no Colégio Adventista de São Caetano.São Caetano, SP…[ASN] Falar sobre sustentabilidade, meio ambiente, preservação da natureza entre outros temas relacionados a preservação do planeta terra tem se tornado algo habitual. Aproveitando esse momento, o Colégio Adventista de São Caetano decidiu realizar uma mostra de ciências, sobre energias renováveis. Ela contou com a participação de aproximadamente 400 pessoas, entre alunos, pais, funcionários e visitantes.

“Energia renovável é aquela que se utiliza da própria natureza para conseguir os recursos”, diziam os alunos, como resposta unânime ao serem questionados sobre o tema da feira.

A estratégia da organização foi mostrar como a energia renovável é utilizada ao redor do mundo. A Assembleia Geral das Nações Unidas proclamou o ano de 2012 como o ano oficial da Energia Sustentável. Por isso foram escolhidos 13 países a serem representados pelos alunos do sexto ao ensino médio. A intenção foi apresentar o que eles fazem e o que ainda podem fazer para o desenvolvimento dessa área. “Precisamos nos vincular mais as energias limpas. O nosso país precisa tomar conhecimento da necessidade de mudança”, diz Gerlane Dimitrov, Coordenadora Pedagógica do colégio.

Durante a abertura da programação os alunos e os pais, após assistirem uma pequena apresentação de ballet, puderam aprender várias dicas com Diego Velozo, engenheiro ambiental, que falou durante alguns minutos com eles. “O segredo para as pessoas serem mais responsáveis com a sustentabilidade é a educação. Tudo é baseado nela. Instrução, conscientização e também a cobrança de atitudes”, declara Velozo.

Ele diz, por exemplo, que os pais podem incentivar os bons hábitos dos filhos com um cofrinho. “Cada vez que a criança desligar a luz, para economizar, os pais podem colocar uma moedinha de dez centavos”, afirma.

Já nas salas da aula, que viraram embaixadas dos países representados, com decoração, vestimenta, músicas e comidas típicas, ficou claro a uso de três métodos básicos: energia eólica (vento), solar (sol) e hidrelétrica (água). O Brasil, por exemplo, é forte nas usinas hidrelétricas. Os alunos dizem que isso poderia ser melhor. “Deveria investir mais na eólica, porque apesar de ser mais cara de ser instalada, não agride tanto a natureza, e consegue os mesmos resultados no futuro”, explica Giovana Paulino, do nono ano.

Eram muitos os visitantes que percorriam os corredores, salas e “países” no colégio. E se alguém entrou pelos portões da escola sem saber o que era energia renovável, lá encontrou uma diversidade de informações para sair sabendo tudo sobre o assunto. “A molecada é muito empenhada. Dá para aprender muita coisa nova aqui”, diz Roberto Perrotti. Cilene Gomes, tia de uma aluna, também segue essa linha. “Vi que existem muitas ideias que podemos usar no nosso dia a dia, que ainda não uso, mas que podem contribuir com um mundo sustentável”.

Além de energias renováveis a escola também abordou temas como lixo reciclável, o recolhimento de óleo e casas ecológicas. [Equipe ASN, Gabriel Stein de Servi]

 

 

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox