Notícias Adventistas

Cerimônia marca construção em Macaé

Momento de oração pela construção do complexo educacional

Momento de oração pela construção do complexo educacional

O domingo, dia 26 de maio, foi um dia muito especial para a Associação Rio Fluminense (ARF). Vários pastores, muitos membros e suas famílias estiveram presentes no local onde está sendo construído o futuro Colégio Adventista de Macaé (CAM). As obras estão a todo vapor. O terreno já está todo murado e terraplanado e várias construções já estão em andamento.
Uma programação solene e emocionante marcou o lançamento da pedra fundamental das obras. O presidente da ARF, pastor Gustavo Schumann contou a surpreendente história da compra do terreno de 25 mil m². “Estávamos comprando um terreno próximo ao Shopping Macaé com aproximadamente 16 mil m², no valor de R$ 2,6 milhões. No dia do fechamento do contrato levamos a quantia de R$ 960 mil como entrada e o restante parcelaríamos de uma forma que ainda não sabíamos. Mas naquele momento o dono resolveu adiar o fechamento. Saímos frustrados, mas o irmão Luiz Macena, que nos acompanhava, levou-nos para ver outro terreno bem maior cuja procuração estava sob seu domínio.”
O terreno pertencia à Comunidade Judaica de São Paulo que perguntou se os interessados eram os mesmos adventistas do Hospital Adventista. Com a confirmação eles aceitaram vender pelo valor que Macena estipulasse. O terreno então foi comprado por R$ 230 mil! “Esse foi mais um dos incontáveis milagres que Deus realizou. Ele nos deu um terreno muito maior pelo preço de 10% do anterior”, diz Schumann.

Futura aluna ajuda a concretar a pedra fundamental

Futura aluna ajuda a concretar a pedra fundamental

A colher de pedreiro usada nesse lançamento da pedra fundamental pertence ao próprio pastor Gustavo e já é tradicional em outras ocasiões como essa, como por exemplo no lançamento dos prédios da Associação Rio Sul em Campo Grande, do Dormitório Feminino do Instituto Petropolitano de Ensino (IPAE), da Associação Rio Fluminense e do Colégio Adventista de Itaboraí (CAIT).
Dentro da caixa que caracteriza a pedra fundamental foram colocados uma bíblia e o projeto da escola. Os administradores da ARF foram os primeiros a colocarem uma porção de concreto no local, seguido por suas esposas, departamentais, pastores e o próprio Luiz Macena, pelo seu envolvimento milagroso. Todos que quiseram puderam participar desse momento. As crianças presentes, mencionadas como os futuros alunos do CAM também deixaram sua porção. [Equipe ASN, Artur Buitrago]

Prédio principal do futuro complexo educacional em Macaé

Prédio principal do futuro complexo educacional em Macaé

 

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox