Notícias Adventistas

Campanha Quebrando o Silêncio chega até escolas públicas e privadas do RS

Objetivo foi alertar crianças e adolescentes para que não se envolvam com álcool e outras drogas.

Em Lajeado, campanha ganhou apoio da Polícia Militar, que colaborou com palestras e exposição de dados estatísticos em relação às consequências do alcoolismo.

Em Lajeado, campanha ganhou apoio da Polícia Militar. Soldado expôs dados estatísticos e falou sobre as consequências do alcoolismo para a sociedade.

Centro, RS… [ASN] Álcool, cigarro e outras drogas estão presentes na vida de 50,3 % dos brasileiros desde o início da adolescência. É o que revelou a Pesquisa Nacional de Saúde Escolar (PeNSE) para o ano de 2012, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dados ainda mostram que crianças e adolescentes que experimentam álcool na adolescência possuem uma grande probabilidade de criar um vício que carregarão por toda a fase adulta.

Leia também:

Passeatas do Quebrando o Silêncio mobilizam milhares de gaúchos do centro do estado

A fim de combater este mal, voluntários do “Quebrando o Silêncio” no centro do Rio Grande do Sul estão promovendo fóruns, palestras e entrega de materiais informativos em diversas escolas das redes de ensino público e privado. Na cidade de lajeado, por exemplo, o Colégio Sinodal Gustavo Adolfo foi umas das primeiras instituições a receber a atividade. Só na manhã do dia 25 agosto, cerca de 250 alunos entre 11 e 16 anos, ouviram palestras sobre os malefícios do álcool.

“Esta é uma das idades mais vulneráveis ao alcoolismo, e também os efeitos são mais intensos, uma vez que o corpo ainda está em formação, por isso a nossa preocupação em trabalhar diretamente com eles e alertá-los para que não se envolvam com o álcool e nem com outras drogas”, explica a coordenadora do Projeto Quebrando o Silêncio para o distrito de Lajeado, Priscila Motta Martinelli.

Atividade promovida por fiéis e pelo clube de desbravadores, aconteceu em parceria com a Polícia Militar da cidade. Na ocasião o soldado Luciano Friedrich expôs estatísticas e falou sobre os reflexos negativos que o álcool causa na sociedade em geral, citando acidentes de trânsito e violência domiciliar. Já o pastor responsável pelo distrito de Lajeado, Fábio Martinelli, citou os efeitos negativos do alcoolismo na saúde do corpo e da mente dos jovens.

Segundo a líder do Ministério da Mulher no centro do RS, Claudete Cardoso, é importante combater este vício pois ele é uma porta de entrada para o uso de outras drogas e também um grande causador de violência doméstica. “A igreja tem se mobilizado através destas atividades nas escolas e também através de passeatas, para transmitir essa mensagem à população, do quanto é importante nós priorizarmos a família, o respeito, o amor, dizer não aos vícios. Esta é a primeira forma de combatermos a violência”, argumenta.

Em Sapiranga, projeto abrangeu desde as séries iniciais.

Em Sapiranga, este já é o terceiro ano em que a campanha “Quebrando o Silêncio” está sendo inserida na rede educacional. Anualmente, atinge em média 3 mil estudantes da cidade.

Em Sapiranga, este já é o terceiro ano em que a campanha “Quebrando o Silêncio” está sendo inserida na rede educacional. Anualmente, atinge em média 3 mil estudantes da cidade. “Temos uma boa recepção nas escolas, diretores e professores estão se tornando amigos da igreja. E isso é bom! Eles tem aberto as portas para a campanha e assim conseguimos conscientizar muitas crianças e adolescentes”, afirma o pastor responsável pelo distrito de Sapiranga, Maurício Ticona.

Na última quarta-feira(24), cerca de 400 alunos da Escola Municipal 28 de fevereiro receberam a atividade. Além da palestra sobre álcool, cigarro e outras drogas, estudantes também ouviram meditações bíblicas e receberam as revistas da campanha, cada um de acordo com a sua faixa etária.

Amanhã (30), a mesma atividade ocorrerá na Escola Estadual de 1º Grau Prof Nena-Ciep, para cerca de 1500 alunos. Na próxima semana, acontecerá no Centro Municipal Educacional Ayrton Senna – Unidade Ensino Fundamental, também em Sapiranga. No mês de abril a mesma atividade ocorreu para cerca de 1300 alunos da Escola Estadual Luis Dourado em Santa Cruz do Sul. Em Canudos, NH, atividades ainda ocorrerão nos próximos dias, de acordo com os agendamentos nas escolas. [Equipe ASN, Andréia Silva]

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox