Notícias Adventistas

Alunos trocam cigarro por fruta no centro de Florianópolis

No dia Nacional de Combate ao Fumo, os alunos do CAF-C promoveram a saúde das pessoas

Alunos do 3º e 9º Anos estiveram nas ruas ao redor da praça XV de Novembro, no centro da cidade

Florianópolis, SC… [ASN] Hoje é o Dia Nacional de Combate ao Fumo e o Colégio Adventista de Florianópolis – Unidade Centro (CAF-C) foi as ruas centrais da cidade alertar a população. Com a energia que somente os jovens têm, os estudantes da instituição trocaram um cigarro por uma bergamota, nesta manhã de terça-feira. Pela manhã os alunos do 9º ano estiveram envolvidos e à tarde foi a vez das turmas do 3º ano.

Ainda foram entregues folders, diagramados pelos próprios alunos, com dicas sobre como parar com esse vício. A campanha impactou as pessoas abordadas, mas também os próprios alunos. “Primeiro queríamos conscientizar as pessoas sobre o combate ao fumo. Mas também tivemos o objetivo de fortalecer a aprendizagem do aluno. Aquilo que você promove e tira das fronteiras do cotidiano, tem mais impacto no ensino”, explica o professor Douglas Leal, diretor escolar do CAF-C.

De acordo com o Ministério da Saúde, o número de fumantes tem diminuído. Desde 1989 houve uma redução de 40% no número de praticantes, tendo hoje 18,8% de fumantes no Brasil. Para Thaise Alan Goronzi, chefe do departamento de integração assistencial da prefeitura de Florianópolis, uma ação como essa tem uma abrangência familiar: “Um projeto como esse irá inserir uma semente para uma vida saudável no jovem. O nosso departamento trabalha no combate ao fumo na rede pública escolar e não é fácil fazer isso. Essa é uma ação que irá ter um impacto muito maior na casa desses jovens, com reflexo na sociedade”.

“Trocar o cigarro pela fruta nos alegrava porque percebíamos que a pessoa tinha aceito mesmo a campanha. Graças a Deus ninguém da minha família fuma. O cigarro acaba com a vida”, comenta a estudante Fernanda Ballelast, do 9º Ano. Bruno da Silva Martins foi o “campeão” de trocas de cigarros por frutas, 13 ao todo, e para ele o projeto é uma promoção da vida: “Muita gente não queria trocar o cigarro porque dizia que iria morrer. Mas é o contrário, eles vão morrer se continuarem fumando”. Ao todo 200 bergamotas foram distribuídas.

A Ric/Record ainda esteve no local e realizou uma reportagem sobre o projeto. [Equipe ASN – Daniel Gonçalves]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox