Notícias Adventistas

Alunos de Escola Adventista compram computador para menino carente

Compra foi possível graças à arrecadação de 36 mil latinhas de alumínio.

O próximo passo será reformar a casa de José Carlos Umberlino e sua família.

O próximo passo será reformar a casa de José Carlos Umberlino e sua família.

Paranaguá, PR… [ASN] No segundo semestre deste ano, a Escola Adventista de Paranaguá está desenvolvendo o projeto Solidariedade. Trata-se de uma série de iniciativas envolvendo toda a comunidade escolar com o intuito de ajudar famílias carentes e, ao mesmo tempo, despertar nos alunos o senso de cidadania e responsabilidade social. O projeto começou com a campanha “Inverno Amigo”, marcada por uma arrecadação histórica de 5.670 peças de roupas. Já a segunda etapa do projeto foi direcionada para a Inclusão Digital. A iniciativa visa oferecer o acesso à tecnologia e às redes sociais a uma criança carente da comunidade.

A diretora da escola, Marina Schwants, por indicação de uma funcionária foi visitar a Escola Municipal José Anchieta para conhecer a história de José Carlos Umberlino, garoto simples que tinha o sonho de possuir um computador. “Adotamos a família do José Carlos e, junto com a comunidade escolar, começamos a arrecadação de latinhas para comprar um computador para ele”, relata.

Os alunos, professores e funcionários só precisaram de 15 dias para arrecadar 36 mil latinhas de alumínio, quantidade necessária para vender e conseguir o dinheiro para a compra do notebook (computador portátil).

A entrega do computador aconteceu na quinta-feira, 12, no ginásio da escola, com a presença da mãe de José Carlos, Karina Adriana Umberlino, da diretora da Escola Municipal José de Anchieta, Marlize Cristine Freitas, e de toda a comunidade escolar que ajudou na campanha.

Depois do sucesso do projeto a escola decidiu ampliar a ação social. Todos agora vão ajudar a reformar a casa de José Carlos e sua família. “Fizemos um orçamento de materiais de construção e concluímos que, se cada aluno colaborar com R$ 5,00 (cinco reais) poderemos comprar os materiais necessários para a reforma”, conclui Marina. [Equipe ASN – Andreson Sousa]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox