Notícias Adventistas

Alunos criam túnel que retrata a violência doméstica

O projeto foi desenvolvido pelos alunos do oitavo ano, do Colégio Curitibano Adventista Bom Retiro.

Alunas "machucadas" teve a intenção de chocar. A violência doméstica é um assunto mais sério do que se imagina.

Alunas “machucadas” tiveram a intenção de chocar. A violência doméstica é um assunto mais sério do que se imagina.

Curitiba, PR…[ASN] Durante esta semana, o pátio do Colégio Curitibano Adventista Bom Retiro (CCABR), em Curitiba, recebeu um túnel informativo sobre a violência doméstica, criado pelos alunos do oitavo ano. Em apoio à campanha do Quebrando o Silêncio, o projeto ficou exposto para conscientizar e alertar os alunos de outras turmas da escola que por ali passaram.

Leia também:

Efeitos do álcool e drogas são debatidos em escolas públicas no PR

Do lado de fora do túnel, uma linha do tempo expôs a forma como a mulher foi tratado ao longo das épocas.

Do lado de fora do túnel, uma linha do tempo expôs a forma como a mulher foi tratado ao longo das épocas.

Além de uma viagem no tempo, com dados que expõem as formas como a mulher foi tratada no passado, o túnel enfatizou a importância da denúncia. Alunas “machucadas”, munidas de placas com informações sobre a violência e até um caixão fizeram parte do cenário. O ambiente possuía áudios de relatos de vítimas da violência.

Abordar sobre o tema neste formato, segundo a professora Izabelle Hubner, favorece a fixação e o entendimento sobre a seriedade do problema. “O visual acaba dando esse choque de realidade nos alunos, e quando se visualiza é possível gravar muito mais. Desta maneira, eles podem ler e associar mais coisas. Esse assunto é muito importante. É necessário ensiná-los a quebrar o silêncio, falarem , denunciarem , e passarem isso pra frente também, porque pode ser que isso não seja um problema na casa deles, mas com o colega do lado pode ser que isso esteja acontecendo”, explica Izabelle, que coordenou o projeto junto aos alunos.

Totens informativos espalhados pelo colégio também reforçou o projeto de conscientização.

Totens informativos espalhados pelo colégio também reforçou o projeto de conscientização.

Por toda a escola, totens em formato humano apresentaram e reforçaram a importância da denúncia e da proteção da vítima. Tanto essas como as outras informações do túnel foram pesquisadas e montadas pelos próprios alunos, que se envolveram por completo neste projeto.

A aluna Paola Menegusso revela que participar da execução de todo o projeto lhe deu uma nova visão. Mesmo sabendo da existência da violência, pesquisar os números a fundo trouxe um choque. “Às vezes a gente não imagina como pode ser essa violência. Com esse projeto tivemos uma noção de como as pessoas sofrem e como isso mexe com elas. Precisamos quebrar o silêncio, porque quando se faz isso, o fardo é aliviado”, entende.

Estudantes do Ensino Fundamental ao Ensino Médio do CCABR passaram pelo túnel e receberam materiais do Quebrando o Silêncio. [Equipe ASN, Jéssica Guidolin/ Fotos: Jéssica Guidolin]

O projeto foi noticiado pelo Jornal Band Cidade:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox