Notícias Adventistas

Região central de São Paulo participa do Impacto Esperança

Orar com alguém na rua, oferecer um abraço grátis, uma refeição especial a que pouco tem, são algumas das ações de onde surgiram oportunidades para também entregar o livro

São Paulo, SP [ASN] Em 2007, a Igreja Adventista iniciou o projeto Impacto Esperança. Como o nome já revela os objetivos eram o de justamente impactar todo o país, distribuindo uma quantidade gigantesca de livros. Era o plano traçado para que em pouco tempo, cada brasileiro recebesse a mensagem de esperança.

Dez anos depois, a comunidade adventista já se acostumou, e se prepara anualmente para o projeto. E com o passar do tempo, outras maneiras, sempre criativas de entregar o livro, foram sendo descobertas, até que em 2017, o objetivo de impactar o país, se transformou em impactar a vida de uma pessoa.

O tema “Transformando livros em histórias”, adotado pela União Central Brasileira, sede da Igreja Adventista para todas as Associações do estado de São Paulo, trouxe novas ideias, de como simples gestos podem mudar o dia de alguém. Orar com alguém na rua, oferecer um abraço grátis, uma refeição especial a que pouco tem, são algumas das ações de onde surgiram oportunidades para também entregar o livro.

O projeto Impacto Esperança dentro do território da Associação Paulistana, sede da Igreja Adventista para a região central de São Paulo, aconteceu de diferentes formas. Cada igreja foi responsável por estimular e organizar a entrega em sua região. E dessa forma identificar, e na medida do possível, auxiliar as pessoas em suas dificuldades.

Pensando nisso, além das distribuições convencionais, nas casas, em estações de metro, comércios, entre outros, ações solidárias foram organizadas. Como o realizado no viaduto Santo Amaro, onde nove famílias vivem em condições precárias. O sábado começou diferente para eles. Um café da manhã especial foi oferecido, e enquanto os adultos faziam uma pequena meditação com um momento especial de oração, as crianças aprendiam brincadeiras e músicas novas. Em seguida, cada morador também foi presenteado com um livro.

As escolas da rede também participaram de forma intensa. Cada aluno, das 15 unidades recebeu um exemplar. Algumas escolas também promoveram atividades durante a semana, como os alunos do Colégio da Liberdade, que visitaram hospitais, e entre alguns presentes e apresentações musicais, também presentearam pacientes e profissionais, com um livro.

O projeto que teve início no último sábado deve continuar. Impactar a vida de alguém é a partir de agora o propósito de todos, e isso deve acontecer sempre que uma necessidade do seu próximo for identificada. [Equipe ASN, Lóren Vidal]

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox