Notícias Adventistas

Igreja Adventista incentiva fim da violência sexual infantil em Mogi das Cruzes-SP

Voluntários promovem ações em combate aos crimes sexuais infantis no município através do projeto Quebrando o Silêncio.

Mogi da Cruzes, SP… [ASN] A Igreja Adventista promove anualmente o projeto Quebrando o Silencio desde 2002. No último sábado, dia 26, oito países da América do Sul desenvolveram ações sociais em combate ao abuso e à exploração sexual infantil. Em Mogi das Cruzes-SP, mais de 500 pessoas participaram de passeatas e ações sociais.

O objetivo primário do projeto é combater qualquer forma de violência contra mulheres, idosos e crianças, além de orientar as vítimas em como proceder nas situações de agressão e vulnerabilidade. Para isso, são distribuídos materiais impressos informativos, profissionais são delegados para atendimentos gratuitos nas áreas de psicológica, jurídica e saúde.

Os mogianos se mobilizaram para chamar a atenção dos moradores e transeuntes com abordagens amigáveis sobre o combate aos crimes sexuais infantis e violência doméstica. A mobilização começou na Praça São Benedito, percorreu as ruas Doutor Ricardo Vilela e a Praça Coronel Almeida e finalizou no Largo Bom Jesus.

Estavam presentes assistentes sociais e psicólogos para prestar apoio e serviços gratuitos aos interessados. A passeata contou com a presença de um clube de Motoqueiros Adventista, o AMM (Adventist Motorcycle Ministry), além da fanfarra do Clube de Desbravadores Itapeti e Dínamis. “Este trabalho é uma ação social que vai muito além de uma religião. Dei amparo e aconselhamento a quem precisou, mas ainda é preciso levantar a voz sobre este assunto”, acredita Barbara Ignácio, psicóloga e voluntária do projeto.

Relevância

Para a psicóloga e especialista em estresse pós-traumático, Cacilda Soares, “é importante acompanhar os casos de violência e abuso sexual durante, pelo menos, um ano”. Cacilda revela que ainda assim é possível que a pessoa desenvolva traumas, paralisias e outros sintomas graves, pois o cérebro registra todo tipo de situação que pode ocasionar graves problemas no futuro, mesmo se a vítima está fora de perigo.

O pastor de três templos do distrito de Villa Natal, Rafael Ricardo, acompanhou o projeto em anos anteriores e desta vez homenageou os 85 anos de adventismo na cidade. “Esta passeata serve para levar a responsabilidade da Igreja às ruas e incentivar as pessoas a sair da zona de medo e opressão que enfrentam todos os dias”, finaliza. [Equipe ASN, com colaboração de Daniela Smith]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox