Notícias Adventistas

Colégio incentiva tempo de qualidade entre pais e filhos

Os pais foram presenteados com momentos de muita diversão e emoção com seus filhos.

Itaboraí, RJ… [ASN] Maravilhoso, surpreendente, emocionante, lindo, perfeito, criativo, encantador, espetacular, fantástico, esplêndido… Todos esses adjetivos não devem ser usados na linguagem jornalística, mas porquê? A questão é que um jornalista precisa ser imparcial ao noticiar um fato. Deve buscar os melhores ângulos e as melhores histórias, estar atento a tudo e a todos, mas sem expressar emoção.

Mas o que dizer daquele programa em homenagem aos os pais oferecido pelo Colégio Adventista de Itaboraí (CAIT) nos dia 8 e 9 de agosto? Pensei e repensei na forma mais correta de noticiar, mas me deparei com o obstáculo da imparcialidade que a profissão exige. Afinal, eu sou pai e estava ali para ser o “herói olímpico” do meu filho, um garotinho lindo de 5 anos. E é como pai que afirmo ter sido esse um dos melhores programas realizados no colégio.

No anfiteatro, logo que se abriram as cortinas, vimos todas as crianças da educação infantil e fundamental reunidas como um grande coral. Na mesma hora muitos expectadores trocaram de assento, buscando um lugar mais próximo de seus filhos, inclusive eu! Foi delicioso ver meu menino cantar sobre o amor que sente por mim e da sorte que minha esposa teve em me escolher. Nesta parte segurei pra não chorar!

No segundo momento todos foram direcionados para a quadra onde haviam brincadeiras esportivas para pais e filhos. Brincando com ele pude sentir uma emoção ímpar. Tudo aconteceu de forma muito organizada. Todos estavam unidos e felizes. Ao final das competições fomos saudados por músicos em traje típico escosês tocando lindas músicas em gaitas-de-fole. Ao ouvir Amazing Grace chorei copiosamente enquanto era condecorado por meu próprio filho com uma medalha de Herói Olímpico. Ele me olhou e disse: “Você merece, papai!” Ficamos abraçados por um bom tempo e voltei pra casa em estado de graça.

O CAIT andou a segunda milha, saiu do palco de apresentações e colocou os pais para brincarem com seus filhos. Nos mostraram que é possível fazê-los felizes dedicando um pouco do nosso tempo. Que a criança necessita passar tempo de qualidade com o pai, ainda mais nessa fase de formação de valores e caráter.

No artigo “A importância de dedicar tempo para os filhos”, a psicóloga Fabíola Luciano afirma que “a vida está tão corrida, são tantos afazeres, que nos dá a sensação de que o dia deveria ter pelo menos umas 10 horinhas a mais, especialmente quando precisamos negociar as nossas necessidades com as necessidades dos nossos filhos. Ser pai/mãe/responsável por uma criança não é uma tarefa nada fácil, essas funções não vêm com manual e são cheias de imprevistos que demandam tempo. Atualmente, muitos pais vivem a angústia de buscarem realização profissional (que exigem muitas horas fora de casa) versus a culpa por ter pouco ou nenhum tempo para os filhos.”

Segundo o diretor do CAIT, Robledo Moraes, a escola quis dar o pontapé inicial para que os pais pudessem ver como é simples e divertido fazer um criança feliz: basta se divertir com eles.” E eu acho que deu certo! [Equipe ASN, Artur Buitrago. Fotos: Willy Nunes]

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox