Notícias Adventistas

Campanha conscientiza adolescentes sobre a gravidez precoce

A ação do Dia Mundial de Prevenção da Gravidez na Adolescência envolveu meninas de uma escola pública

As estudantes participaram de passeata de conscientização. Foto: Thiago Santos

As estudantes participaram de passeata de conscientização. Foto: Cinthia Vieira

São José do Rio Preto, SP… [ASN] Adolescentes de uma escola pública de São José do Rio Preto participaram de uma ação de conscientização sobre a gravidez na adolescência, na segunda 26 de setembro, o Dia Mundial de Prevenção da Gravidez na Adolescência. As meninas participaram de uma passeata, assistiram a um filme e duas palestras ministradas por um médico e uma psicóloga.

A iniciativa faz parte do projeto Garotas Brilhantes, um trabalho de inclusão, empoderamento e cidadania, organizado pela ADRA (Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais – http://adra.org.br ). O projeto é realizado em parceria com a Secretaria de Assistência Social do município, CRAM (serviço especializado de prevenção e enfrentamento à violência contra a mulher), Procuradoria Geral da Mulher e ACIRP (Associação Comercial de Rio Preto).

Veja mais fotos

O Garotas Brilhantes começou em 2014 com o objetivo de reduzir o número de meninas que se tornam mães na adolescência. Desde então o projeto é realizado semanalmente com cerca de 60 alunas do 9 ano do ensino fundamental ao 3 ano do ensino médio da Escola Professor Oscar de Barros Serra Dória, no bairro Solo Sagrado.

Veja o institucional do projeto

Pesquisas

E as pesquisas destacam a necessidade de conscientizar as adolescentes sobre a gravidez. Segundo estudo, três em cada dez meninas largam a escola e não concluem nem mesmo o ensino médio por conta de gravidez. Outra pesquisa realizada pelo Instituto Ayrton Senna, revela que um em cada dez jovens brasileiros de 15 e 17 anos faz parte da geração “nem, nem” que nem trabalha e nem estuda. O principal motivo apontado para isso é a gravidez precoce.

Mesmo o relatório do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), divulgado em 2013, contatou que, no Brasil, 12% das adolescentes de 15 a 19 anos têm pelo menos um filho. Na mesma pesquisa, 19,3% das crianças nascidas em 2010 são filhos e filhas de mães menores de 19 anos. [Equipe ASN, Suellen Timm]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox