Notícias Adventistas

Acessibilidade para os surdos tem sido fortalecida em igrejas no sul da Bahia

Através do Ministério Adventista dos Surdos, mais pessoas têm aprendido a Língua Brasileira de Sinais

O primeiro júri popular traduzido simultaneamente em LIBRAS foi realizado em agosto deste ano

Itabuna, BA … [ASN]  Dez milhões. Esse é o número aproximado de pessoas que possuem algum tipo de deficiência auditiva no Brasil. Desde 2008 o dia 26 de setembro é a data para o “dia do surdo”, com o objetivo de trazer à tona reflexões sobre inclusão.

Aos poucos, essa inclusão tem sido colocada em prática, em agosto deste ano, por exemplo, pela primeira vez, um júri popular foi traduzido simultaneamente em LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais. O fato aconteceu na cidade de Itabuna, no sul da Bahia, onde mais de 40 surdos finalmente puderam participar desta ocasião e entender o que era dito. Uma das intérpretes que atuaram nesse júri histórico foi a graduada em Comunicação Social, Thais Campos. Ela também é uma das responsáveis por ajudar a desenvolver um movimento em prol da acessibilidade nas Igrejas Adventistas da cidade, através do Ministério Adventista dos Surdos.

Thais atua como intérprete na igreja desde 2009

Thais conta que seu interesse em aprender LIBRAS foi despertado na igreja. “Eu tinha uma amiga que era intérprete. Quando eu via os surdos aprendendo a Bíblia através dela, se emocionando nos cultos, eu dizia: eu quero fazer isso, quero que Deus me use, quero ser um canal assim também na igreja”. Thais também disse que aprendeu a Língua Brasileira de Sinais através da convivência com os surdos que eram convidados para as programações da Igreja, depois fez cursos de capacitação e atua como intérprete na igreja desde 2009. “Já montamos 2 turmas para ensinar LIBRAS e o objetivo é que o aprendizado não fique só para os alunos, mas que eles utilizem nas comunidades de surdos e nas igrejas,” contou.

Ministério Adventista dos Surdos realizou programa especial em igreja de Itabuna

A ideia de utilizar a LIBRAS para que os surdos pudessem compreender as mensagens faladas nas igrejas foi colocada em prática no dia 23 de setembro, quando essa turma de alunos, juntamente com o Ministério Adventista dos Surdos da cidade de Catu se juntaram para fazer uma programação especial na Igreja central de Itabuna.  Dezenas de surdos convidados compareceram. Uma delas foi a Karine Figueiredo que, em LIBRAS, expressou a felicidade em encontrar compreensão. “Eu estou muito feliz. É a primeira vez que estou aqui e é muito bom perceber a Língua de Sinais em nosso meio”.

Para saber mais sobre o Ministério Adventista dos Surdos, que é ativo em várias regiões do Brasil, e acessar materiais em LIBRAS, clique aqui.

Acompanhe a reportagem em vídeo exibida na TV Novo Tempo, no programa Revista Novo Tempo do dia 29 de setembro. [Equipe ASN, Evellin Fagundes]

 

Acompanhe a reportagem em vídeo no programa Revista Novo Tempo da próxima sexta, 29

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox