Notícias Adventistas

“Cacau” é tema de Mostra Cultural em Escola Adventista de Ilhéus

Evento envolveu mais de 300 alunos

Escola Adventista de Ilhéus escolhe “cacau” como tema de Mostra Cultural devido à importância do fruto para a região

Ilhéus, BA … [ASN] O Brasil ocupa o 6º lugar na produção mundial de cacau e uma das duas principais regiões responsáveis pelo cultivo no país é o sul da Bahia. O plantio da lavoura cacaueira e a venda das amêndoas do fruto contribuíram para o crescimento econômico e formação da cultura de cidades como Itabuna e Ilhéus. Por causa desses fatores, os alunos da Escola Adventista de Ilhéus fizeram uma Mostra Cultural para expor o quanto o chamado “fruto de ouro” é importante para a região. “Esse tema foi escolhido para desenvolver nos alunos o interesse pela cultura regional, que é tão importante até para o Brasil. Tudo foi pesquisado, desenvolvido e toda produção apresentada foi feita pelos alunos”, contou a diretora da Escola, Maianna Oliveira.

Os alunos fizeram apresentações sobre a chegada do cacau na região, os processos de produção, exportação, processamento e fabricação dos derivados

Mais de 300 alunos foram envolvidos na atividade e, divididos em stands, fizeram apresentações sobre a chegada do cacau na região, os processos de produção, exportação, processamento e fabricação dos derivados. Ana Luíza é aluna do 9º ano e deu uma aula sobre o início do cultivo do cacau na região. “Quando os primeiros colonizadores espanhóis vieram para a América, o cacau já era cultivado pelos índios, principalmente pelos Astecas e Maias e, nessa época, as amêndoas eram até usadas como moeda de troca. No século XVIII ele chegou no sul da Bahia e em 1752 o plantio de cacau foi autorizado no município ilheense”, explicou. Já a Gabrielle do 8º ano falou sobre o período em que o cacau foi sinônimo de prejuízo. “No início dos anos 90, uma praga chamada Vassoura de Bruxa afetou o Brasil, acabando com grande parte da lavoura cacaueira. Alguns anos depois o país conseguiu voltar a cultivar o fruto”, contou.

O mel de cacau, um dos derivados do fruto, foi disponibilizado para degustação

Uma das iguarias mais famosas do cacau é o chocolate. O processo de transformação do fruto até o produto final foi demonstrado na prática pelos alunos, que montaram uma mini-fábrica. Os outros derivados do fruto também foram expostos, como, por exemplo, o mel de cacau e a manteiga.

Segundo a nutricionista Késia Freitas, o cacau é um “superalimento”, pois, in natura, que é quando o fruto não passa por processamento industrial, possui mais de 300 compostos saudáveis. “Dentre os nutrientes que o cacau possui, estão o magnésio e o triptofano, este ajuda a formar a serotonina, que é o hormônio da felicidade, do bem-estar, muito indicado para pessoas que apresentam um perfil de estresse, ansiedade ou depressão”, falou.

A Mostra Cultural atraiu um grande público e a mãe  do aluno João Miguel não perdeu a oportunidade de assistir às apresentações. “Essa foi uma iniciativa muito boa da Escola Adventista, junto com seus alunos, para mostrar a história do cacau”, disse.

Acompanhe a reportagem em vídeo sobre essa Mostra Cultural, na TV Novo Tempo, no programa Revista Novo Tempo do dia 6 de outubro. [Equipe ASN, Evellin Fagundes]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox