Notícias Adventistas

“O líder de PG segue o exemplo de Jesus”, afirma pastor

Ainda de acordo com o pastor Ivanildo Cavalcante, o líder de Pequeno Grupo precisa ser capaz de formar novos líderes.

Pastor Ivanildo Cavalcante (MiPes/UNB) durante Convenção de Líderes de PGs em Parauapebas.

Pastor Ivanildo Cavalcante (MiPes/UNB) durante Convenção de Líderes de PGs em Parauapebas.

Pastor Ivanildo Cavalcante fala com líderes de Pequenos Grupos.

Pastor Ivanildo Cavalcante fala com líderes de Pequenos Grupos.

Marabá, PA… [ASN] Você sabe o que é Pequeno Grupo (PG)? Não? Tente imaginar um grupo de pessoas (em torno de dez), algumas você conhece, outras não. Se reúnem uma vez por semana, leem a Bíblia Sagrada, cantam louvores, meditam na Palavra de Deus, estudam as escrituras a cada encontro. Imaginou? Agora também imagine que esse grupo, de fato pequeno, pode crescer e se tornar uma igreja inteira.

Isso é o que a Igreja Adventista do Sétimo Dia encoraja nos encontros de PG. Lideranças desses PGs se reuniram neste mês de junho em Parauapebas, para aprender por exemplo como podem tornar seus PGs mais interessantes e dinâmicos.

Pastor Márcio Lages, líder de Ministério Pessoal (MiPes) da Associação Sul do Pará.

Pastor Márcio Lages, líder de Ministério Pessoal (MiPes) da Associação Sul do Pará.

“É para capacitar mais ainda os nossos líderes de Pequenos Grupos, a fim de que eles de fato entendam qual é a sua missão e a sua importância dentro da Igreja. E o grande diferencial é que temos dado muita ênfase no discipulado e também no pastoreio, pois não queremos apenas líderes de PGs, mas verdadeiros pastores. Homens e mulheres que se preocupem com os irmãos, cuidem de nossos irmãos e formem discípulos e líderes dentro da Igreja”, ressaltou o pastor Márcio Lages, líder de Ministério Pessoal da Associação Sul do Pará.

A Convenção de Líderes de Pequenos Grupos aconteceu no Colégio Adventista de Parauapebas e reuniu cerca de 500 pessoas. O conteúdo da Convenção incluiu palestras e também treinamento prático, que promoveu a formação de novos líderes.

“O líder de Pequeno Grupo segue o exemplo de Jesus com os doze [apóstolos]. Seu papel é formar novos líderes. Fazer com que o discipulado aconteça. É você, como líder, influenciar outras pessoas para que venham a se tornar líderes e assim a corrente do bem do discipulado possa crescer e Cristo possa voltar em breve”, afirmou o pastor Ivanildo Cavalcante, líder de Ministério Pessoal nos estados do Pará, Maranhão e Amapá.

Bruna (dir.) e Glauciane são líderes jovens e comprometidas.

Bruna (dir.) e Glauciane são líderes jovens e comprometidas.

“É importante a existência dos pequenos grupos porque é uma forma de a gente alcançar novos membros para a igreja, é uma forma de alcançar vizinhos, parentes, amigos, uma forma de levá-los a Deus e mostrar o quão bom e agradável é servir a um Deus maravilhoso”, afirma a estudante Bruna Iorrans.

“As convenções trazem capacitação para os líderes e para que possam capacitar os liderados e que juntos nós possamos trabalhar para unirmos mais as nossas forças e conseguirmos cada vez mais almas para Jesus”, explica Glauciane Santos, estudante e líder de Pequeno Grupo. [Equipe ASN, Vandilson Junior]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox